sábado, 28 de outubro de 2017

Estou chegando aos 30 anos, e agora?


O despertador toca. O relógio me mostra que são 6:45 da manhã. Maldito relógio, como eu queria dormir mais 1 horinha pelo menos. Fico alguns poucos minutos imóvel apenas olhando para cima, sem vontade alguma de sair da cama. Como não tenho opção, levanto da cama. Uma dor desgraçada toma conta do meu corpo, os olhos ardem e fico com uma raiva enorme dessa minha vida de beta B, escravo do trabalho. Olho para minha imagem refletida no espelho do banheiro e tomo um susto. Macacos me mordam, quanta feiura! Como pode uma pessoa ser tão horrorosa e repugnante? Só de olhar para essa cara judiada de beta burro dá vontade de encher a minha própria cara de socos. Por que o destino me escolheu para ser um beta tão detestável e mais feio que cu cagando? Olhando para meu rosto imundo começo a reparar algunas rugas na testa, nos olhos, olheiras... Estou ficando velho e já aparento possuir 30 anos ou mais, mesmo ainda não tendo completado esta idade. Vesti minhas vestimentas diabísticas, entrei no diabo-móvel e desloquei para a minha escravidão, digo, trabalho. 

No caminho em alguns semáforos que eu parava via alguns estudantes, provavelmente do ensino médio, indo para suas escolas. Jovens cheios de energia, com o futuro pela frente, iam para a escola felizes. Vários casais de adolescentes iam juntos, alguns beijando e se agarrando, o que me irritou muito, pois lembrei que nessa época eu era um pedaço de estrume detestável que só atraia bullyings por parte dos caras e repulsas por parte das meninas. Beijar uma mulher para mim era uma tarefa praticamente impossível, pois a menina que se sujeitasse a isso seria humilhada pelo resto da vida. Entre elas com certeza devia rolar apostas zoadas do tipo: "se você perder vai ter que beijar o Pobre-diabo!", daí todas deveriam dar gargalhadas, ao mesmo tempo em que algumas faziam cara de ânsia e outras diziam "uiii, credo!".  Vejo que hoje, embora eu ainda seja um beta B, as coisas mudaram um pouco, pois quando você fica mais velho a beleza física tem o seu valor reduzido, dando espaço para o poder e status que você demonstra. 

Duas gatas sensualizando na piscina para o beta velho. Você achou mesmo que novinhas gostosas vão querer sair por aí de mãos dadas com um beta feio, velho, pobre e mais feio que cu cagando? Trate logo de arrumar dinheiro, ter um bom carro e bons salário e rendimentos, senão nem essas senhoras irão querer saber de você 

Cheguei no trabalho e o dia todo esses pensamentos não saíram da minha mente. Depois que acabou minha tortura diária, fui à um shopping para tomar um delicioso café e aproveitar para tentar azarar algumas gatinhas, visto que eu estava com meu terno listrado, com uma camisa nova de R$350,00, um sapato de couro marrom, um óculos de sol aviador e um corte de cabelo novo, moderno e jovial. No shopping passaram várias gatinhas por mim, deixando-me com vontade de copular, tendo em vista minha produção enorme de testosterona. Elas sorriam, piscavam e se exibiam para mim. Várias garotas até pediram meu telefone. Saí de lá com pelo menos 4 mulheres gostosas para transar. Obviamente que estou brincando! Nenhuma dessas desgraçadas olhou para mim, confirmando o meu super poder da invisibilidade social e detestabilidade betística. 

O que adianta estar estiloso, com roupas transadas e joviais se estou ficando velho? De que adianta encher o corpo de bombas falsificadas caras (mijo de rato) que só destruirão a sua saúde, o seu pífio patrimônio, deixarão o seu corpo retido de água e roliço parecendo uma linguiça? Se você está velho é importante cuidar do visual para não parecer um tiozão escroto e nem um descuidado de merda, pançudo e com cara de idoso, mas mais importante que isso é ter um bom padrão de vida, primeiramente para o seu próprio conforto e prazer, depois para ter poder e status que só o dinheiro pode oferecer. Não existe outra saída. Você já viu algum velho bonito e sedutor? Óbvio que não! Velhos no geral são caras acabados, barrigudos, com dentes amarelo e são carecas (não venha dar exemplo de alfas coroas famosos, tipo George Cloney, seu extremista! Estamos falando de pessoas comuns). Qual é a única atratividade de um ser sem graça desses se não for o dinheiro? O que garantirá uma vida prazerosa e confortável para um velho sem atratividades se não a grana?

Essa imagem descreve bem a vida de um beta velho, um ser completamente assexuado, nojento e sem graça para elas. E se esse senhor estivesse andando em um Porsche, será que não seria tudo diferente? 

Indo para minha casa passei perto de uma universidade. Várias garotas de 18 a 25 anos andando de um lado para o outro. Outras indo matar aula no bar próximo. Algumas se agarrando com semialfas. A maioria com seus corpinhos gostosos, pele sedosa e rostinho meigo. Abaixo o vidro, levanto o som do carro e aguardo os olhares de tesão das pervas. Não recebo nenhum olhar. Nenhum! Elas querem os playboys jovens e curtir. Aos 18 anos já devem colecionar sexos homéricos, números de fazer inveja a qualquer beta. Aí você se olha, vê um cara de quase trinta anos, beta B e feio que nem um filhote de urubu. Tem solução para isso? Cirurgia plástica? Anabolizantes? Isso é ridículo, meus amigos. A única saída é demonstrar poder e ter dinheiro. Assim você poderá ter tudo! 

Agora perto dos 30 anos vejo como estou diferente. Como não tenho paciência para coisas sem sentido. Como não tenho paciência para joguinhos sentimentais. Como não tenho paciência para ficar de namorinhos e só penso no sexo selvagem. Como estou sem paciência para programas jovens, como baladas. A real é que o velho não chama mais a atenção e não é atrativo, então qualquer lugar que você vá será um tédio total, pois ninguém vai querer ficar perto de você, será rejeitado e deixado de lado. Jovem gosta de ficar com jovem. Esse negócio de que tem mulher novinha que gosta de velhos é balela, só acontece se ela é problemática, quebrada financeiramente, feia, gorda, sanguessuga e você for um otario que banca todos os seus luxos. Além disso, tenha em mente que um sujeito desse sempre será corno e viverá em um deserto sexual, só ganhando sexo de má qualidade e se dar grana para ela. No mais, qualquer mulher terá nojo de sua pele velha, judiada, flácida e fedida. Onde está o antídoto para isso? Está em apenas uma palavra de oito letras: DINHEIRO.

Nosso amigo usuário de mijo de rato erguendo o seu meio de transporte. Essa bicicleta foi uma doação de seus amigos por verem a situação precária de vida que ele se encontra devido a necessidade de manter os seus vícios em bombas falsificadas paraguaias. É ou não é uma coisa ridícula? Depois dos 40 anos, velho, feio e cheio de problemas de saúde, ele vai sentir na pele a merda que fez a vida toda.

Imagine você um velho saindo de um Golzinho 98, pançudo, com braço roliço de mijo de rato, careca, tosco, tentando imitar jovens usando roupas descoladas. Será motivo de chacota e viverá em um completo deserto sexual. O maior problema é que o coitado não tem dinheiro nem para pagar uma dama da luxúria. Mal tem dinheiro para comer boas comidas e viagens nem se fala. Que vida boa, hein? Agora imagine um velho de roupa social, saindo de sua Range Rover Evoque, corpo cuidado e cabelo bem penteado. Com certeza terá um tratamento completamente diferente e atrairá várias mulheres (a maioria interesseira, mas que se foda, eu só iria comer e largar elas mesmo). Será respeitado por todos e terá sexo de qualidade com civis e mais ainda com as damas da luxúria, podendo escolher as melhores, pois tem grana. Quer relaxar e desestressar? Pode fazer deliciosas viagens, afinal, você preparou o seu futuro. 

O dinheiro compra felicidade, compra prazer, compra conforto, compra experiências, compra amizades, compra mulheres, compra sexo e compra status. Se você é velho e pobre, então saiba que você fracassou na vida. Um beta escroto jamais será alfa. Um velho pobre está mais fudido ainda porque causará nojo e raiva nas pessoas. Por isso que eu prego com unhas e dentes que o beta deve poupar/investir acima de tudo. Só assim poderá vencer na vida e ser feliz. Mulheres são passageiras, corpo roliço de bomba falsificada é passageiro (além de caro e comprometedor do patrimônio e da saúde), festas e baladas são passageiras. O dinheiro bem investido e acumulado não. Ele pode perpetuar o seu sucesso e te dar todo o conforto e prazer que você merece, depois de tanto ter sofrido e ter apanhado nessa maldita vida de beta excremento.

Mesmo eu me achando um velho já e percebendo que em qualquer meio social eu sequer sou notado, consegui atingir um bom estado de abstração, conseguindo aplicar a Filosofia Diabística de desapego, principalmente referente a pessoas possuidoras de vaginas e seios. Ainda nessa filosofia, estou cada vez mais me libertando de extremismos e ilusões e procurando viver na mais completa racionalidade. Isso tem adiantado muito para o meu desenvolvimento, inclusive já faz um bom tempo que não estou mais deprimido. O que eu espero daqui para a frente? Ganhar mais dinheiro e consequentemente mais poder. Ser beta já é difícil, agora ser beta, velho e pobre deve ser uma tortura horrível. A vida passa muito rápido, betas, então prepare bem o seu futuro. Não seja matrixiano e mangina como um sujeito gordinho aqui do blog, que acha que a solução para tudo é usar bombas, gastando todo o seu salário e não investindo em nada. Seja estrategista e inteligente. Você tem um belo futuro diabístico pela frente, só depende de você!


Um abraço do Pobre-diabo!


Obs.:
- Vamos restituir o blogroll para tentar fortalecer a nossa Diabosfera, ajudando blogs menores a crescer e a quem tem interesse de criar também. Precisamos dar forças ao nosso movimento betístico. Mandem seus links que eu adiciono no blogroll e vocês adicionem o reduto diabístico nos blogs também;
- Aos interessados em criar blogs, dar sugestões, dicas ou críticas, mandem um e-mail para mim. 

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Repreensão diabística: 7 coisas ridículas que manginas fazem


Salve, salve, nobres betas diabísticos! Após o estrondoso sucesso do último post em que comemoramos um ano de amizade diabística, trago a vocês mais uma contribuição que o diabismo me proporcionou após a ingestão de doses cavalares do líquido da alegria, digo, cervejas artesanais! Ontem estive frequentando o templo cervejístico que comungo com outros irmãos apreciadores desse elixir divino, os quais entre uma caneca e outra iam se desprendendo de suas amarras do pudor e acabavam abrindo seus corações betísticos, contando suas histórias de poucos sucessos e incontáveis fracassos. Mesmo estando inebriado pela bebida que acalma a alma, minha capacidade de concentração que beira o autismo me proporcionou a oportunidade de viver experiências ruins sem ser necessário passar por elas diretamente. Inicialmente tive pena deles, porém como detesto betas burros extremistas e fracassados, imediatamente minha empatia sumiu. Ela sumiu em razão do fato de todos eles terem ferrado suas vidas por buscarem a atenção de mulheres. Fui anotando mentalmente os tópicos que aqueles manginas comumente falharam em suas vidas para trazer a vocês o que um beta diabístico não deve fazer a fim de obter sucesso em sua caminhada à perfeição proporcionada pela filosofia diabística.

É incrível a capacidade que um beta tem de se autossabotar quando a atenção feminina passa a ser uma das variáveis de sua existência. Independente da situação, acabam gastando o que não tem com um dinheiro que não possuem para chamar a atenção de quem não gosta deles. Desprezam suas vidas em busca de algo transitório e totalmente substituível. Não temos o exemplo aqui de um sujeito esquizofrênico que assina com diversos nomes diferentes que gasta todo o seu salário de motoboy com mijo de rato falsificado que não passa de um placebo só para chamar a atenção de submedianas que moram na mesma favela que ele? Parece difícil de explicar que mulheres são muito mais visuais que um homem. Enquanto o homem apenas olha para a beleza facial e corporal delas, elas buscam fatores que garantirão seu destaque, seja no presente, seja no futuro. Obviamente que nem todas buscam apenas garantir uma relação mais duradoura, porém mesmo nas relações mais efêmeras, elas buscam demonstrar status para as suas concorrentes. Assim, dentre as prioridades que elas buscam num homem, notamos que em primeiro lugar está o conforto, em segundo a imagem social que ele proporcionará e em último a sua beleza. Ter dinheiro e uma boa imagem social é o que mais conta na escolha de um pretendente, visto que a capacidade de gerar renda e a manter é atualmente a demonstração de força em nossa sociedade. Adianta ter físico de destaque se você não tem condições de demonstrar que possui poderio para proporcionar conforto e ser alguém respeitado no círculo social? Obviamente que esses indivíduos que insistem em afirmar seu sucesso sexual apenas em decorrência do corpo estão mentindo, pois se esqueceram que quem gosta de homem bonito são os gays, mulher mesmo gosta é de dinheiro.

Posto isso, passaremos às situações que os betas diabísticos devem evitar a todo custo a fim de não cometerem os mesmos erros que os manginas praticam, posto que além de serem mais feios que um cu cagando e mais covardes que uma cadela, o cérebro betístico está programado a se autossabotar tão logo um sorriso feminino seja detectado em sua direção.

1) São consumistas
Sim, caros betas, o consumismo foi o primeiro defeito que identifiquei nos meus camaradas manginas. O fato deles sentirem necessidade de trocarem o seu suado dinheiro em produtos superfaturados que apenas traria uma alegria passageira por terem alegrado suas namoradas/esposas momentaneamente, acabava por consumir um recurso precioso que poderia tanto ser direcionado ao seu patrimônio como para a sua satisfação pessoal. Porém, o efeito disso é muito mais prejudicial do que aparenta. Ao se estabelecerem padrões de consumo elevado, a felicidade relativa estará sendo colocada num patamar que dificilmente será reduzido. Dessa forma, se para alegrar a companheira o beta compra jóias, leva em restaurantes caros ou faz viagens memoráveis, já espere que a satisfação dela estará sendo condicionada ao patamar estabelecido, ou seja, se você fizer algo pior do que a acostumou, certamente ela não será mais feliz como foi antes. E isso resultará em menos sexo e mais insegurança ao beta que já é desprovido de autoconfiança.

2) São extremistas
Muitos betas que conheci, além daqueles que estavam no templo cervejeiro, acabam por estabelecerem patamares aos quais ao os atingirem, não estão aptos a manterem. Querem uma companheira jovem, bonita, gostosa, com características caucasianas e que não tenha tido uma vida sexual ativa. Se esquecem, contudo, que esses tipo de características são consideradas como um capital sexual ao qual não estarão aptos a manterem, visto o poder de barganha da detentora dessas características superar em muito o que podem oferecer. Dessa forma, acabam se escravizando a ponto de serem serviçais idiotas que vivem apenas para manter o luxo que podem oferecer, visto que sua companhia é desprezível e o interesse que geram para interações ser nulo. Isso que na primeira oportunidade que existir, levarão um chifre mais homérico possível em razão de serem seres repulsivos dignos de pena, a qual, aliás, é a única razão de ainda não terem sido abandonados.


3) Não demonstram autoconfiança e não tem autoridade
O mangina sente tanto a necessidade de prender a atenção de sua companheira que ao invés dela se sentir atraída pela admiração a ele, ela se prende muito mais pela comodidade de ter tudo à mão e não precisar se esforçar a sequer agradá-lo. O mangina trata sua companheira como uma criança. Ela pode se comportar do jeito que quiser, falar o que quiser, fazer o que quiser e ele simplesmente aceita porque criou em sua cabeça que não será feliz se ela o abandonar. Ele se esquece que antes agradar a alguém, ele mesmo deve estar feliz. No final da conta, acaba sendo um ser deplorável pelo fato de se desvalorizar a tal ponto que não possui mais nenhuma característica que seja interessante às demais pessoas, depositando a sua razão de viver numa pessoa que ainda continua com ele em razão de comodidade e pena.


4) Toleram o feminismo
Esse é um dos principais defeitos dos manginas. O feminismo em si é algo que já se consumou há muito tempo. O que vemos hoje é uma vitimização exacerbada de pessoas querem igualdade através da desigualdade. Se quer ganhar o mesmo, se esforce o mesmo, é simples. Que empresário idiota vai pagar mais a uma pessoa simplesmente porque é homem? Se alguém ganha menos para fazer o mesmo serviço, obviamente será contratado por custar menos e gerar mais. Logo, o lucro é maior, o que se adequa perfeitamente ao capitalismo. Se por algum acaso o salário é diferente, pode ter certeza absoluta que não é seu gênero que o determinou, mas a sua incompetência. Existe sim a possibilidade de mulheres ganharem menos que homens, mas essa questão é decorrente muito mais do fato de mulheres fazerem muito menos horas-extras que os homens e preferirem trabalhar menos do que eles. Além disso, existem muitos homens que ganham menos que mulheres e nem por isso você os vê por aí reclamando que são vítimas da sociedade, simplesmente pelo fato da cipoada em couro masculino ser muito mais certo e doído que no lombo feminino. 

5) Simpatizam com o esquerdismo
Outro defeito inaceitável dos manginas. O esquerdismo prega contra tudo aquilo que está consolidado na sociedade há mais de 2000 anos. Por terem absorvido a ideia de que as questões sociais são sua principal bandeira, esquerdistas acabam conquistando a simpatia dos ignorantes, os quais não se atentam ao fato que as questões sociais são metas de qualquer orientação de governo. Como o esquerdismo prega contra tudo aquilo que está estabelecido no senso comum, muitas vezes o simples fato de você se portar como homem acaba irritando quem acredita nas mentiras dos esquerdistas. Logo, se você aceita todas as bobajadas impostas por esse tipo de ideologia, saiba que você não é bem-vindo aqui e que se estiver na minha frente eu vou chegar em você com uma voadora no seu peito e depois mijarei na sua cara.

6) Não tem opinião definida
Por medo de ser criticado e ser abandonado pela companheira e/ou pelos amigos, o mangina acaba seguindo as ideias da manada, de forma que ao anular suas opiniões acaba aceitando ao longo do tempo o padrão de comportamento que o despersonaliza, pois tudo o que acreditava deve ser substituído pelo que todos concordam e não gera conflitos. Ledo erro, caro mangina! Suas ideias são decorrentes da sua criação e do seu caráter. Todas as pessoas que te conheceram identificaram um tipo de personalidade que o identificava, de forma que você foi aceito por alguém ou num grupo exatamente por ser do jeito que é. Porém ao mudar, você demonstra sua volatilidade e fraqueza de posição, o que é facilmente sentido pelas mulheres. Obviamente que todos mudam e evoluem, mas quem não tem opinião definida fatalmente é detectado como alguém fraco ou que não é confiável.


7) Perdoam traição
Não preciso sequer comentar, não é mesmo? Ao perdoar uma traição, o mangina simplesmente está aceitando que foi trocado por alguém melhor, e por ser um bosta que não conseguirá uma nova companheira, a aceita novamente como se nada tivesse acontecido. E o pior de tudo, ela sabe disso e fará novamente porque sabe que o mangina é fraco. Entenda que uma mulher só faz isso com um homem em dois aspectos: ou ela é safada ou você é um completo bosta.

Conclusão

Ante a esses comportamentos ridículos que manginas tem, observamos que todos decorrem de uma característica principal: fraqueza. O beta deve se atentar ao fato que apenas o dinheiro vence tudo. O restante são ilusões que o dinheiro compra. Assim, de forma a evitar ser pego de surpresa por algo que não havia previsto, o beta deve sempre se lembrar que a filosofia diabística está aqui para ajudar e para fazer com que todos cresçamos em experiência e conhecimento. Nós não escolhemos ter nascido mais feios que cu cagando, mais covardes que cadelas e pobres, porém nós podemos escolher não sermos fracos, certo? Amém ou não amém?


Um abraço do Pobre-diabo.

sábado, 21 de outubro de 2017

1 ano de diabices!


Hoje é uma data muito especial para mim, para você, para todos nós betas. O reduto diabístico faz o seu primeiro ano de existência! Isso mesmo, camaradas, vencemos um ano de batalha, ano este cheio de turbulência, inclusive com a perda do blog antigo, que continha inúmeros posts e comentários. Mesmo assim, não nos abatemos e com a ajuda dos betas nos reerguemos e continuamos nossa luta ainda mais fortes com esse novo reduto. Abra aí a sua cerveja e brinde junto comigo nessa nossa festa (estou tomando uma deliciosa Stout, um excelente exemplar do conjunto de bebidas divinas chamadas de elixir dos deuses, separada para esse momento tão especial). 

Nesse um ano tivemos excelentes reflexões, ótimas discussões, muita risada e muito aprendizado. Posts incríveis foram desenvolvidos, que ditaram tendências permanentes na Diabosfera. Criamos conceitos, teorias, termos, piadas, xingamentos e vocabulário próprios, que nos diferenciam das demais pessoas, tornando-nos especiais, por nos diferenciarmos da manada impensante e fútil, buscando o desenvolvimento por meio da intelectualidade, esforço e estratégia. Aqui dizemos não à matrix e ao carpe diem! Esse espaço é destinado a todos os betas A, B, C e D, mais feios que cu cagando, sofredores das maiores agruras, misobetia e betafobia, betas invisíveis socialmente, celibatários forçados, altamente humilhados e cheios de traumas. Você beta de qualquer uma das categorias, aqui é o seu lugar! 

Pobre-diabo em uma festa comemorando o aniversário do blog, como sempre rejeitado. Ainda bem que ele tem uma deliciosa cerveja artesanal em suas mãos, esse líquido divino capaz de trazer a alegria instantânea e fazer esquecer todos os problemas 

Para vocês terem uma noção da alegria que esse momento representa para mim, ontem de noite eu tomei cerca de 3 litros das minhas tão preciosas cervejas artesanais. Chamei dois amigos betas B para curtir a night, mas os dois estavam manginando suas namoradinhas gordas. Então tive uma ideia melhor: por que não alegrar o little devil penetrando orifícios rosados, macios, quentinhos e molhados? O único trabalho que eu tive foi selecionar as duas damas da luxúria pela Internet. O contato foi simpático e rápido. 1 hora depois lá estava eu deitado em uma confortável cama, juntamente com duas garotas simplesmente sensacionais, as quais eu chamarei de Ashley e Nicole (em homenagem a duas atrizes que eu venero). 

Pensem em duas moças queridas! Trataram com muito carinho o diabinho. Fizeram-lhe deliciosas massagens orais, apalparam ele, brincaram, enfim, todas as peripécias que vocês podem imaginar. No final, o garotinho as alimentou com lacticínios diabísticos, fazendo com que todos terminássemos a noite com muita alegria. Despedimo-nos e fui para a Diabo-house feliz, satisfeito e relaxado, com um sentimento ótimo de dever cumprido. Ainda no meio do caminho, dirigindo o meu confortável carro, refleti sobre algumas coisas, como por exemplo a vida boa que eu levo hoje. Como valeu à pena todos esses anos de esforço, luta e sofrimento. Eu poderia estar numa situação de manginismo ou matrixianismo, como dois colegas, um que torra tudo o que tem com bombas falsificadas (mijo de rato), colocando em risco a sua saúde e o seu futuro, ou outro que torrou tudo para comprar um carrinho de cachorro quente, junto com seis amigos, dando um lucro de R$100,00 para cada um, que investimento, não? Mas ainda poderia estar muito pior, poderia estar casado com uma gorda feia e com filhos, sendo um escravo assexuado. Muito obrigado, Filosofia Diabística, por me salvar! Aleluia! 

Tio Diabo brincando com as doces e adoráveis garotas inocentes. Como elas foram boas meninas, ganharam um pirulito diabístico! Como eu amo o dinheiro, ele nos proporciona experiências incríveis! Será que o entregador de pizza, que é bombado roliço conseguiu pegar alguma favelada gorda com a sua moto 125 velha e o seu charme? 

Quero pedir desculpas aqui pelas vezes que deixei de responder ou atender alguém, se isso aconteceu não foi por má educação, mas por falta de tempo mesmo, visto que tenho muitas atividades diárias e passo pouco tempo mexendo no blog. Para vocês terem uma pequena noção, o reduto teve cerca de 100 posts escritos, uma infinidade de visualizações e mais de 30 mil comentários. Além disso temos o e-mail diabístico que recebe centenas de perguntas todas as semanas. Peço a compreensão e ajuda de todos, pois escrever dois posts por semana, editar fotos, ler e moderar todos os comentários e responder aos e-mails não é nada fácil, ainda mais fazendo tudo isso sozinho!

Tudo aconteceu muito rápido no reduto. Vejo que ganhei a confiança dos betas muito rapidamente e em questão de dias o reduto já tinha posts com muitas centenas de comentários. A estratégia para o crescimento do blog e para ganhar a confiança dos betas foi simples: honestidade, trabalho duro e o desenvolvimento de nossa obra prima, que veio para revolucionar a história da humanidade betística. Estamos falando da Filosofia Diabística e sua incrível capacidade de fazer com que vencemos na vida, mesmo sendo betas imundos.

Pobre-diabo curtindo uma festa de arromba com a sua galera. Um de seus amigos beta C disse: "Hoje a noite será longa. A madrugada promete! Ninguém nos segura!" 

Tivemos a passagem de várias pessoas por esse reduto, muitas delas com excelentes contribuições para todos os betas, outros apenas para falar besteira, porém todos tiveram a sua importância na contrução de nossa história. Quem não se lembra dos primeiros inimigos que o reduto teve e a grande guerra que foi estabelecida no início de nossa história aqui? Incontáveis brigas e perseguições, mas no final quem saiu vencendo não foi esse pobre-diabo, e sim você beta que acompanha essa jornada. 

Quero parabenizar a todos que fizeram parte dessa história, até mesmo as figuras conhecidas desse reduto. Pode até ser que muitos não trouxeram contribuição alguma, porém, só o fato de fazerem nós rirmos com as humilhações que recebiam não tem preço. Juro para vocês que nunca ri tanto na vida como nesses últimos meses, lendo as porcarias que alguns blogueiros escreviam para mim. Dá para acreditar que um cidadão abre um negócio em sociedade com 20 sócios para vender cachorro quente e ainda acha que tirará lucros de milionário? Dá para acreditar que um sujeito anda com moto de 6k, tem corpo roliço de mijo de rato e acha que será um Mr. Olímpia com um harém de ninfetas lindas com corpo de panicat? 

Nosso camarada das bombas falsificadas levando sua panicat para o abate no matagal mais próximo de sua casa. Acreditam que ele acha que venceu na vida por dar beijinhos nisso? Eu só diria que venci na vida estando andando em um carro de 100k e com renda passiva de 20k

Eu mesmo vejo o quanto já evolui nesse um ano de história através da autorreflexão, da Filosofia Diabística, da ajuda dos beta e também dos puxões de orelha. Vejo que até a minha autoconfianca melhorou, logo eu que sempre fui um beta covarde como uma cadela, podendo observar isso no meu profissional, em que tenho sido mais respeitado, e até na parte social/sexual, visto que eu até pouco tempo atrás estava marmitando uma gata nota 7,5 e meses atrás tive um dia incrível de alfa, lembram? 

Nesse tempo, tivemos posts fastásticos, que responderam muitas questões que sempre ficaram na cabeça dos betas, abrangendo temas existênciais, profissionais, sentimentais, psicológicos e até sexuais. Os posts em que definimos as personalidades alfa-betisticas, o de salários ideais, o sobre betas velhos e novinhas, os 15 tipos de manginas, as profissões, os textos filosóficos diabísticos e as Diaboladas, esse formato único e original de texto criado aqui no reduto, são apenas alguns exemplos de posts que fizeram um sucesso estrondoso na Diabosfera nunca antes visto na história da real e ajudaram a refletirmos sobre outros temas importantíssimos para a comunidade betística diabística.

A barraca da virgindade. Saia daí e venha se desenvolver diabisticamente, beta! 

Tudo o que foi trabalhado nesse um ano foi para desenvolvermos juntos a tão famosa e incrível Filosofia Diabística, que veio para salvar os betas e ajudar no desenvolvimento de todas as áreas da vida, ou seja, profissional, sentimental, física, psicológica e emocional. Se você acha que essa extraordinária filosofia acabou, você está muito enganado. A nossa luta continua, pois devemos sempre nos desenvolver e nos atualizar, a fim de enfrentarmos essa vida difícil que temos e o destino cruel que nos foi reservado. O nosso foco é o desenvolvimento sustentável, continuo e crescente, sem ilusões e extremismos, com o uso da estratégia, lógica e racionalidade. Aqui não tem conto de fadas não!

Aproveitem o dia de hoje para festejar comigo, dar suas dicas, sugestões, ensinamentos, opiniões e críticas, a fim de melhorarmos nosso ambiente diabístico e a nós mesmos. A festa ainda não acabou, meus caros, minha geladeira está cheia de elixir dos deuses (cervejas artesanais) e estou em contato com uma garota, 6 de rosto e 7 de corpo (que bunda gostosa!). Ela já está na marca do pênalti, só falta chutar. Hoje a noite promete! 


Um abraço do Pobre-diabo! 

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Por que as mulheres desprezam os betas?



Como vem acontecendo frequentemente, estou muitíssimo irritado hoje. Para tanto precisei tomar meus anestésicos divinos para me acalmar. 500ml de IPA, 500ml de Stout, 500ml de Red Ale, 500ml de APA, 500ml de Session IPA e 500ml de Porter foram necessárias para me acalmar e não me deixar agredir fisicamente algum beta que eu visse na minha frente. Juro para vocês que no estado que eu estava, se eu visse algum beta magrelo corcunda, gordo tetudo ou um bombado roliço na minha frente eu iria arrebentar ele na porrada, mesmo sem dever, porque ando com uma raiva absurda de betas imundos. 

Ando com um pouco de medo do meu estado psicológico, pois ando cada vez mais irritado e dependente dos elixires dos deuses para me acalmar. Acho que estou alcoólatra. Enfim, é fato que todo o beta sonha com sua princesa encantada e isso me deixa possesso de raiva. Macacos me mordam, o excremento sonha com uma loira linda de rosto, cintura fina, seios e bunda redondos e fartos. Novamente isso me deixa muito irritado, porque não adianta o que se faça, o beta sempre tende a ser extremista e iludido. O desgraçado não consegue enxergar que é um refugo na natureza e que não pode exigir nada que seja superior ao que ele oferece.

Tomem eu por exemplo: um beta B, mais feio que cu cagando, ridículo, sem graça e sofredor de betafobia e misobetia. Além disso, quando jovem eu era extremamente autista, tímido e covarde como uma cadela. Mesmo sendo esse estrume ambulante, eu tinha a cara de pau de achar que um dia encontraria a minha cara metade, assim como nos filmes da Disney. Sonhava com princesas e eu sendo o príncipe delas. Se eu pudesse voltar no tempo, eu me pegaria pelos cabelos e bateria a minha cara com toda a força no asfalto até mudar completamente a minha fisionomia, quem sabe até mais bonito eu ficaria...


O fato é que mulher gosta de homem que se destaque, principalmente no quesito poder e dinheiro. Obviamente que as vagabundas até se atraem por caras bonitões e sarados, mas temporariamente, pois o que elas querem é status, conforto e prazeres. O beta por sua vez, que ter um amorzinho para andar de mãozinhas dadas, chupar sorvetinho no shopping e postar fotinhos nas redes sociais declarando o seu amor. Isso me deixa enojado e com vontade de praticar violências nesses betas excrementos ridículos, futuros cornos. Entendem o porquê delas odiarem e terem nojo de betas? O idiota ainda acredita no amor e não vê que tudo se trata de apenas ter ou não ter. Amor não mata fome; amor não te garante jantares gourmet, amor não garante experiências pelo mundo; o dinheiro garante tudo isso e muito sexo. Para beta o amor apenas proporciona dor, sofrimento e despesas. 

O beta idiota aceita ser corno, fica desesperado quando a namorada o larga, faz loucuras ridículas de amor e tudo isso pelo desespero de ficar sozinho. Isso é bastante lógico de entender, pois o beta tem uma vida de restrição extrema de mulheres, é um virjão eterno. Enquanto meninas com 18 anos já contam com uma maturidade muito mais elevada e uma experiência muito maior (na parte sexual elas estão a anos luz na frente nessa idade), betas mal beijaram na boca e o único sexo que fizeram foi com sua mão direita. Elas querem o máximo dando o mínimo e aí que está o problema, pois o beta é o mínimo em tudo, é um cocô, um lixo, um esterco uma imundície. Enquanto isso, elas olham para alfas ricos e se molham inteira, pois eles são confiantes, demonstram poder, diversão e capacidade de dar conforto e grana para elas. O que você tem a oferecer, beta escroto? 

O excremento humano por ser um ridículo feioso, sabendo que só atrai olhares de repulsas e nojo das mulheres, fica enlouquecido quando sua namoradinha pensa em o largar. O que o animal faz então? O filha da puta, pau no cu do caralho (estou com muita raiva, acabei de meter um chute na porta do armário da cozinha e quebrei essa merda, agora vou ter que gastar dinheiro para arrumar essa bosta), começa a gastar todo o seu salário com saídas em restaurantes gourmet de boiola, dá presentes caríssimos, jóias e torra muita grana em viagens. Enquanto isso, a safada aproveita tudo, tira fotos para se exibir, não transa com o beta porque tem nojo e ainda fica com o seu amante alfa quando o beta não está por perto. 

Dá para botar fé que esse excremento manja rola fica babando vendo corpo de bombado em raves e sonhando com o corpo do Jeff Seid suado? Enquanto isso eu esfolo o membro diabístico imaginando musas como Mia Malkova, Jessie Rogers, Alexis Texas, Alexis Crystal, Sacha Gray, Claudia Rossi, Mandy Muse, Misha Cross, Phoenix Marie, Vivi Fernandes, Mônica Matos, entre outra (poderia ficar a noite inteira recitando nomes, pois sou fã assíduo de suas obras artísticas). O cocozão não se ligou que mulher quer dinheiro e que ele é um miserável que não tem dinheiro nem para compra um golzinho bolinha porque gasta tudo em mijo de rato falsificado. 

O beta não entende que o segredo da vida está nele mesmo. Está em pensar somente em si, no seu prazer, conforto e felicidade. Tudo isso o dinheiro pode comprar, caralho! Aí vem um retardado mental, gordo, com braços roliços, parecendo uma linguiça, barriga igual massa de pão, achando que venceu o betismo só porque injetou mijo de rato nos músculos. O idiota gasta todo o seu salário de porteiro de motel com essas merdas, e sai por aí estufando as suas tetas de ginecomastia se achando um Schwarzenegger. As mulheres se cagam de tanto rir. Daí o merdão pega uma favelada gorda e sai por aí se achando o alfa. Eu só me exibiria por aí se andasse em uma BMW M3, porque eu seria de fato um homem poderoso e de sucesso. Braços de linguiça são para favelado a e gordas de comunidade cheias de micose. 

Tem outros bostões, tão burros quanto o anterior, que acham que a vida é fácil, montam biboca de fundo de quintal junto com 15 sócios e acham que serão empresários de sucesso e ricos, mesmo tendo patrimônio negativo e lucros de cenzão que não cobre nem a parcela do empréstimo para manter o seu "negócio". Pelas barbas do profeta, quase a totalidade das merdas de empreendimentos entram em falência nos 4 primeiros anos, mas o beta ainda acha que ele, que sempre foi um fracasso na vida, será um sucesso. Beta, vai estudar que você ganha mais. Larga mão de ser burro. Se você não gostou, vamos marcar de nos encontrar que eu meto a mão nessa tua cara gorda e ainda pego a tua namorada arrombada que te faz de corno na tua frente. Tenho certeza que você vai implorar para voltar com ela, mesmo ela estando com hálito de lacticínios diabísticos.

Empreendimento de sucesso de um beta excremento que se acha um Steve Jobs. O imundo desse beta ainda quer se achar melhor que os betas diabísticos, que são guerreiros e não se iludem com contos de fadas. 

A mensagem que quero deixar aqui é que não existe saída fácil, nem atalhos na vida. Vivemos no modo impossible demoníaco. Somos betas desprovidos de beleza, dinheiro, habilidades e muitos de inteligência também. A vida é uma seleção natural violenta. Só vencem os mais fortes. Tudo nessa vida é passageiro, menos o cobrador, ops, o dinheiro (foi uma piada de beta, oras bolas)! Por isso, betas, lutem para vencer pelo lado mais sólido. Apenas o dinheiro salvará o beta! Dinheiro compra tudo! Por isso, nobres betas, estudem ao máximo e se matem de trabalhar. Desenvolvam o seu lado social e criem estratégias de vencer na vida. Aí está o segredo de tudo. 

Por isso que a Filosofia Diabística está aí à disposição de todos. Ela sustenta um caminho sólido e eficaz para o sucesso do beta. Obviamente que você nunca será um Dan Bilzerian ou Floyd Mayweather, mas ter uma vida de conforto, acesso à bons carros, boa moradia, boas viagens, bons alimentos, boas cervejas e lindas damas da luxúria você pode ter sim! Beleza e músculos são passageiros e não duram nem 10 anos. O dinheiro é eterno. Você com 90 anos pode facilmente pagar uma linda loirinha para massagear oralmente o seu membro fálico envelhecido, mas ainda guerreiro. Um miserável ex usuário de mijo de rato falsificado sempre será um fracassado, pobre e cheio de problemas de saúde decorrentes das drogas paraguaias falsificadas que sempre usou. Fica a reflexão. 


Um abraço do Pobre-diabo, o exterminador de betas iludidos e extremistas! 

sábado, 14 de outubro de 2017

Por que o beta não deve ser extremista e/ou iludido?


Sexta-feira 13, feriadão e chuva na minha cidade. E eu, um beta B, mais feio que cu cagando, mais sem graça que as piadas da Praça é Nossa e mais desacreditado que mentiras do blogueiro com nome de ave, estou sem nada para fazer durante todos esses dias. E para não fugir à regra, mesmo tendo sido essa uma semana curta, eu precisei ingerir doses cavalares do refresco da alma, do combustível da alegria, do elixir dos deuses - ou somente cervejas artesanais - para poder relaxar e esquecer de todo o suplício que nós betas sofremos durante essa vida de amarguras pelo infortúnio de termos nascidos com defeitos incorrigíveis facialmente, fisicamente e psicologicamente, além de ainda sermos obrigados a trabalhar em empregos opressores e a conviver com seres inescrupulosos como chefes gordos e manginas que descontam seu fracasso em pobres-diabos como nós. 

Porém, é incrível como o tempo passa rápido quando estamos fazendo algo que nos distrai e que nos traz alegria. Digo isso porque em razão de não precisar trabalhar nesse desse feriado acabei indo mais cedo ao templo do entorpecimento etílico para saciar minha sede daquele líquido delicioso, balsâmico e confortador que são minhas APA, IPA, Red Ale, Porter e Stouts. Santo deus diabístico, como eu adoro a sensação anestesiante desse presente divino, tanto pelo seu sabor como pelo seu efeito ebriante! A sensação de ir sozinho a um bar pode ser desmotivadora no início enquanto ainda se está sóbrio, mas a partir do momento em que o elixir dos deuses começa a produzir os seus efeitos e a se apossar de minha consciência, tudo começa a melhorar e a fazer sentido. Notei que quanto mais tempo eu passava na cervejaria em que estava, eu não me apercebia da quantidade ingerida, visto que minha alegria crescia mais e mais a cada caneca, assim como a minha introspecção e minha capacidade de raciocínio lógico, chegando ao ponto de ter arrebatados minha mente e meu espírito para junto dos maiores pensadores da antiguidade e da atualidade a fim de discutirmos ideias que ajudem a diminuir o sofrimento pelo qual nós, betas diabísticos, sentimos desde quando passamos a ter consciência da desgraça que é a nossa vida. Ante a isso, uma luz filosófica enviada diretamente pelo deus diabístico me trouxe a visão que me permitiu ter reflexões que transcender os fundamentos do maravilhoso mundo da Filosofia Diabística.

Para todos que acompanham o blog desde o início, sabemos que um dos fundamentos da filosofia diabística é o desapego às vaidades da aparência e a conscientização da realidade. Betas diabísticos não devem ser extremistas ou iludidos por sermos sabedores das nossas dificuldades ante nossa realidade betística, pois não serão soluções simples e abobalhadas que suprirão o vazio existente em nossas vidas de anos de repulsa, humilhações e privações. O que quero dizer com isso é que não existem atalhos. Vejo por mim, por exemplo, que precisei de muitos anos de esforço, às vezes trabalhando em 2 a 3 empregos para chegar onde cheguei na minha vida profissional. Isso  porque ainda sou gratificado por ter uma motivação absurda em vencer, um bom currículo, uma boa experiência e uma habilidade de observação e memorização em razão do meu quase autismo. Porém, como citei, isso tomou muito do meu tempo livre que eu tinha para usar em coisas mais agradáveis que trabalhar e estudar.

Arnold Schwarzenegger com 16 anos de idade. Genética perfeita, muitos milhares de dólares gastos com dieta, ergogênios, nutrólogos e médicos. Dá para botar fé que um beta gordo roliço, usando mijo de rato falsificado, com genética lixo ainda acha que vai ser melhor que o Arnold? Por isso que eu digo que o beta sempre tende a ser extremistas e não sabe pensar pequeno, sempre tem que achar que será o melhor de todos, mesmo sendo um completo fracassado na vida. 

Quando eu leio que um beta com múltiplas personalidades diz que tem corpo do Jeff Seid fazendo uso de urina de rato e com um terço de tempo de dedicação dele, eu quase me mijo de tanto rir. Óbvio que o uso de ergogênicos traz algum resultado, porém como todo frango de academia, esse ser ridículo acha que meio centímetro que ele ganhou no seu braço de salsicha de 25cm é considerado uma vitória estrondosa. Além de usar todo o seu salário de entregador de pizza em anabolizantes falsificados, o tal indivíduo injeta urina de rato em si sem saber da procedência do lixo que está comprando. Ele mesmo afirmou em uma certa oportunidade as aplicações tinham dado errado e estava com inchaços e febre. Como não possuía plano de saúde, a conta das burrices desse ser ignóbil foi suprida pelo SUS, o que consequentemente quer dizer que saiu do bolso de todos os contribuintes do governo brasileiro. Ou seja, nós estamos pagando para que esse indivíduo se entupa de urina de rato para pegar medianas que dariam para ele mesmo se ele não tivesse o inchaço que tem em seu corpo. Como que um ser desse tem coragem de afirmar ainda que não é iludido? O excremento vê imagens como a capa desse post e fica em êxtase achando que vai ser igual e que sua vida será diferente. Só não enxerga que sem dinheiro nada é possível e a felicidade diabística nunca chegará. 

Outro exemplo de iludido é o blogueiro com nome de ave. O figurão abre uma biboca com mais 5 sócios com cada um juntando troco de bar e diz que será um empresário de sucesso. Diz ainda que já está tendo lucro no segundo mês de existência da “firma”. Ora, se ele ainda não retirou o que investiu na sua biboca, isso quer dizer que ainda está no prejuízo. Se ele próprio afirmou que o “lucro” não foi alto, como então já recuperou a quantidade investida? Isso que ele também afirma que sua margem de lucro será 35%!!! Incrível como o brasileiro é iludido e otimista! As estatísticas dizem que 90% das empresas fecham em menos de 3 anos, sendo que as que sobrevivem são geralmente microempresários que atuam em ramos populares como alimentação, vestuário e serviços e que o proprietário é ainda um dos funcionários. Daí eu penso: que empresa teria sido aberta com um capital social de R$150 mil e daria um lucro estimado de 16% (conforme ele) em 2 meses? Se você pensou no carro que vende de sonhos, nobre beta, você acertou!

Esse é o empreendimento do nosso amigo blogueiro que diz ser um empresário de sucesso. Tenho certeza que em 2 anos ele será praticamente um Jorge Lemann. Ao lado está o seu veículo, uma bicicleta velha. 

Quanto ao extremismo, o que tenho a dizer é que isso ocorre
 quando o beta tipicamente sonha com o impossível. Dessa forma, o extremismo é a aplicação prática da ilusão adicionada à inconsequência das escolhas com os devaneios pueris de achar que tudo será fácil. Sim, nobre beta, os recursos são escassos e os demandantes são inúmeros e sedentos. Logo, se você almeja algo que todos querem, ou você gasta aquilo que outra pessoa acumulou e condena o seu futuro, ou você gasta aquilo que ganha e condena o seu presente. Você nunca andará de carro esportivo ou namorará uma virgem caucasiana de olhos claros e orifícios rosados se não tiver cacife para isso. Não será seus braços retidos com água ou sua empresa de algodão-doce que fará você parecer bem-sucedido. Ou você se esforça com ajuda da Filosofia Diabística, ou você se entrega e assuma que é um fracassado e pelo menos tenta ser feliz com o básico, como fazem os indivíduos dos exemplos citados anteriormente.

Assim, o beta deve focar em opções que deem um retorno rápido e fácil. Conforme o post anterior, não adianta achar que você terá o salário-base de uma determinada profissão porque você não vai. Não adianta se iludir. A faculdade não é a primeira coisa que uma pessoa faz ao sair do ensino médio? Ela talvez não use para nada, mas ela vai fazer, a qual será um tempo e dinheiro jogados fora, enquanto que o mercado de serviços que há uma a duas décadas atrás era menosprezado, hoje apresenta uma valorização superior à de cursos intelectuais, pagando melhor inclusive que muitos empregos que anteriormente eram garantia de altos salários. Assim, nobre betas, desapeguem-se da ilusão e do extremismo e se apeguem à filosofia diabística, pois só ela ajuda, só ela salva. Amém, betas diabísticos?


Um abraço do Pobre-diabo!

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Medicina, Direito ou Engenharia, o que o beta deve escolher?


Saudações, nobres betas, hoje vocês lerão um texto de um pobre-diabo extremamente irritado, com raiva do mundo, das pessoas e de tudo. Um dos motivos é o meu trabalho que está sendo desgastante demais. Estou sendo cobrado o tempo todo. Outro motivo é que estou sem consumir os meus calmantes naturais, conhecidos como elexir dos deuses (cerveja artesanal), e acho que isso está contribuindo para que minha semana seja uma bosta. Eu estou a ponto de explodir de tanta raiva de todo mundo e estou com medo de acabar fazendo alguma merda, como agredir fisicamente algum chefe ou até mesmo alguém que me irrite. Então já deixo avisado que estou nervoso e se algum beta tosco ficar de bobeira para o meu lado vai tomar porrada!

Não vejo a hora de sair do trabalho. Irei ao templo divino que fica próximo à minha residência, onde vendem cervejas artesanais, e comprarei pelo menos uns 4 litros desse líquido consagrado, abençoado e poderoso para depois que chegar em casa consumi-lo até a última gota. É capaz ainda de eu fechar a noite com uma garota, fazendo um sexo de qualidade, a fim de relaxar e me fazer novamente um homem feliz. Essa situação que me encontro me fez refletir sobre minha vida, sobre como eu a ganho e o rumo que ela tomou, em especial na questão profissional. Uma coisa é fato: eu odeio o meu trabalho. Na verdade, eu odeio trabalhar e é por isso que almejo tanto ter a minha renda passiva e não ser mais escravo do trabalho.

O triste de tudo isso é não poder compartilhar esses pensamentos com ninguém, pois no trabalho você sempre tem de passar a imagem de ser extremamente realizado, profissional, comprometido e feliz. Falar coisas deprimidas e pessimistas no trabalho só derruba a sua imagem, fazendo com que todos te enxerguem como um cocozão ambulante. Por isso, necessito sempre estar atuando, fingindo ser o que não sou e gostar do que eu faço. Isso é deprimente e me deixa extremamente depressivo e triste. Será que poderia ter sido tudo diferente se minha vida tivesse tomado outros rumos? Será que se eu voltasse no tempo conseguiria ter feito Medicina? Ou eu seria mais feliz como Engenheiro? E se eu passasse em algum concurso poderoso? E se empreendesse? 

Blogueiro cujo nome é uma ave e o seu empreendimento de sucesso! 

Muito se fala na Diabosfera sobre o que o beta deve seguir na área profissional. É tido por muitos como sucesso a profissão de médico. Outros acreditam ser o empreendedorismo a chave para o sucesso. Tem os que partem para a área da Engenharia, os concurseiros e os coitados que pretendem ser advogados. Eu acabei ficando na iniciativa privada mesmo. Vejo que a vida foi me levando e eu acabei fazendo as coisas certas para estar onde estou, entretanto não posso dizer que foi a vida que sempre sonhei. Acho que escolhi algo que me deu uma maior facilidade de chegar a um bom salário, mesmo sendo um beta B mais feio que cu cagando e perturbado.

Mais especificamente sobre cursos e profissões, de forma bem clara eu digo a vocês betas, Medicina não foi feita para pobres e para burros. Uma mensalidade de medicina está em torno de 5k a 7k, valor este superior ao salário de mais de 90% da população brasileira. Na verdade, esse curso foi feito para, além de pessoas ricas, para caras extremamente inteligentes e decorebistas. Mesmo que a pessoa tenha família com condições de pagar pelo curso, assim mesmo passar em uma particular será muito difícil, talvez impossível para quase a totalidade dos betas (alguns caras talvez não passariam nem em Pedagogia, por isso se distraem com bombas). Fora essas questões, considere no mínimo 10 anos de formação em tempo integral sem pode trabalhar. Ou seja, não adianta um pobre-diabo como eu, com quase 30 anos, me iludir com isso. Resumindo: medicina é para jovens ricos e inteligentes (não considerei o curso com cotas para minorias, até porque eu não faço parte de nenhuma).

E Engenharia? Esqueça o salário base de engenheiro que te apresentam. Hoje existem inúmeras faculdades de engenharia e até EAD. Não é mais um diferencial ser um engenheiro. O mercado está saturado. Mesmo assim, pelo menos 2,5k você consegue tirar por mês. Não se iluda, beta, você não irá ganhar 10k por mês sendo engenheiro. Só pesquisar na Internet que você verá quantos engenheiros estão a procura de emprego e aceitando qualquer coisa por desespero. Eu só faria esse curso se fosse uma paixão fora do comum pelo curso.

Dá para acreditar que muitos advogadozinhos se formam em faculdade lixosas e ainda acham que serão um Djalma Rezende (advogado brasileiro poderoso)? Entenda, seu extremista, você não tem carisma, não tem dinheiro, não tem network e é burro. Pare de se iludir! 

E Direito? Nem pensar! Advogados hoje em dia ganham salários de 1,5k. Qualquer esquina tem uma faculdade de Direito e qualquer animal consegue fazer esse curso. A concorrência destruiu totalmente quem tinha o sonho de ser advogado, pois qualquer trouxa pode ser. Mesmo assim andam com seus ternos por aí e seu jeito arrogante exigindo serem chamados de "doutor". Ainda bem que nenhum veios com essa palhaçada para o meu lado, senão já tomaria uma cotovelada na cara. Quando que vale a pena fazer Direito? Apenas se você for extremamente inteligente, empenhado e tem condições de ser concurseiro ou se você tem família com tradição na área e escritório famoso. Não ache que você que sempre foi medíocre na escola vai passar para concursos de juiz, promotor e delegado. Só inteligentes e decorebistas passam! Evite ser um beta fracassado e não caia nessa!

E empreender? Só te faço uma pergunta: você entende de negócios? Você tem experiência? Tem noção do ramo que quer atuar? Tem dinheiro para investir? Quando eu falo dinheiro, eu digo grana de verdade e não abrir um negócio lixo em 6 pessoas e cada um dar uma miséria. Quanto que sobrará de lucro para cada um? Vintão? Eu não me aguento de tanto rir de ver o blogueiro passarinho mentiroso com suas ideias de jumento. Todos sabem que a grande maioria dos pequenos negócios entram em falência antes dos 4 anos, sem contar que não chegam nem a 6% de lucro. Tenho pena desse coitado.

Ir para os "States" vale a pena? Antes de mais nada, eu quero que você vá para o inferno se pensou nisso! Eu te pergunto: você tem Green Card? Não? Então vai à merda! Você sempre será um ilegal, sem nenhum direito, vivendo às margens da sociedade americana. Você será um pobre morto de fome desprezível e humilhado por todos. No final das contas, se não for deportado, acabará voltando para o Brasil sem um centavo no bolso, pois terá gasto tudo lá. Os idiotas se iludem com os carros melhores e condição de vida melhor, entretanto, um ilegal torrará tudo para ter acesso a isso. Migração só se você for contratado legalmente ou se tem cidadania do país em questão!

Conservador e sua gata passeando. Sua motoca é guerreira, aguenta o tranco mesmo depois de uma noite inteira entregando pizzas. Dá para acreditar que esse sujeito se acha uma pessoa de sucesso e quer ensinar betas a vencer na vida? O cara só pensa em tomar bombas falsificadas e andar se exibindo para faveladas em sua motinha. Estudar que é bom e ganhar dinheiro ele não fala nada. Futilidade demais... 

O que eu faria se fosse um beta simples e jovem hoje? Eu faria alguma faculdade que me desse perspectivas de crescimento rápido e fácil e investiria em cursos técnicos. Um eletricista, mecânico, encanador, insalador de drywall ou de ar condicionado ganha muito mais que engenheiros e advogados hoje em dia. Agora se eu fosse um beta extremamente inteligente e decorebistas, eu arriscaria tentar Medicina em uma federal por 3 anos. Se não desse certo é porque eu não teria condições intelectuais de passar no curso. Entenda que se você sempre foi burro e um mal aluno você jamais irá passar em Medicina ou um concurso foda, não importa o quanto você estude! A lição que fica é: não se iluda e não seja extremista! A vida profissional é extremamente difícil. Existem milhares de pessoas mais inteligentes e ricas que você, então se ponha no seu lugar! Se quer vencer, use estratégia como eu fiz, um curso que facilitou um beta B cuzão conseguir um salário razoável, apesar de suas dificuldade sociais e financeiras. 

Por fim, ressalto aqui a importância da Filosofia Diabística em acabar com todo e qualquer tipo de ilusão e extremismo, trazendo à tona toda a racionalidade e lógica para se vencer na vida. Lembre-se sempre que o que importa na vida é somente você mesmo, seu prazer e conforto, por isso só o dinheiro salvará o beta!


Um abraço do Pobre-diabo!  

sábado, 7 de outubro de 2017

Diaboladas n° 5


Sejam muito bem-vindos, caros betas diabísticos! Como prometido, temos no primeiro sábado do mês as famosas Diaboladas. Esse é um formato de post em que temos notícias que são bombardeadas a nós, as quais são histórias reais que permitem reflexões para o aperfeiçoamento de nossa caminhada para a evolução que a filosofia diabística nos proporciona. O objetivo das Diaboladas é evidenciar a realidade betística que nos deixa inquietos de tanta raiva por existirem seres tão toscos, escrotos, ridículos e insignificantes como nós (betas) que fazem coisas idiotas, covardes, vergonhosas e emasculantes. Na sequência da notícia, temos observações e reflexões segundo a filosofia diabística, as quais objetivam esclarecer o porque do beta dever ser cauteloso em tudo o que faz.

Queermuseu: a arte deve ter limites?




Para quem não acompanhou as últimas notícias, o Queermuseu era uma exposição aberta, inclusive ao público infantil, exibindo atos de zoofilia, figuras de crianças em sugestões de pedofilia e desrespeitosas à fé religiosa de boa parcela da população. O mais cômico é que os apoiadores desse evento se dizem ofendidos pela censura, porém não notam que são seres desprovidos de bom censo por não entenderem que seu direito vai até o limite do direito do outro. A arte deve sim ser livre, porém antes de ser arte ela não pode ser um crime. É estranho ver que quem se sente discriminado e se declara objeto de preconceito não consegue entender que não se pode exigir respeito quando não se respeita os demais. O pior de tudo isso é a insistente abordagem de questões de gênero em ambiente escolar infantil e juvenil visando influenciar a sexualidade infantil dentro de sala de aula com a ideologia de gênero. Criança tem que ser criança!

Tolerar a diversidade é algo totalmente diferente do que vemos hoje. Na verdade, a tolerância à diversidade é uma mentira, haja vista que a betafobia e a misobetia não são consideradas formas de opressão aos homens. Para quem é um beta desprezível, essa nossa condição que gera ânsia de vômitos nos demais é encarado como "reclamações de homens infantilizados que não cresceram" (conforme as palavras de uma determinada blogueira feminista). Somente quem está na pele do beta sabe o que é ser vítima de betafobia e misobetia.

Ah! Por que essa exposição gerou tanta revolta (além do seu conteúdo)? Porque quem paga a conta desse despropósito somos todos nós através da Lei de Incentivo à Cultura, com apoio do Ministério da Cultura e Governo Federal. Entenderam?


Esses dias foi publicada uma notícia em que a atriz Taís Araújo estava revoltada com o comportamento de sua filha e a preferência dela por brinquedos de meninas. Isso mesmo, caríssimos betas, ela estava revoltada pelo fato de sua filha, dentre os diversos brinquedos herdados de seu irmão mais velho, ter escolhido exatamente aqueles que ela ganhou (e que a atriz nem sabia que existiam) e são de preferência feminina. Ante a isso, pergunto qual é a fundamentação desse motivo de revolta? Simplesmente porque uma menina quer ser menina? Aqui notamos quão ridícula é a questão da ideologia de gênero, a qual prega que você pode ser o que você quiser porque você talvez não seja aquilo que você é. Não, caro "revolucionário(a)", se você nasceu homem, todas as células do seu corpo serão XY, se você nasceu mulher, todas as suas células serão XX. A questão de transsexualização é algo recente na história, por mais que os homossexualidade exista desde sempre. Em toda a existência do homem inteligente (há mais ou menos 12 mil anos) só agora isso é  posto em pauta como algo que deve ser empurrado goela abaixo de quem ainda acha que esse assunto não se apresenta relativamente adequado. Entendam que o que eu quero dizer é que independente das características de cada um, você tem que ser respeitado por ser um ser humano e não por que sua cor de pele, seu sexo, sua etnia, sua condição social ou sua sexualidade é que determina o quanto de respeito você merece. Obviamente que todo ser humano deve ser respeitado e aqueles que agirem contra isso devem pagar por seus desvios.
Dessa forma, por mais que existam pessoas que sejam diferentes dos demais, elas devem ser respeitadas simplesmente porque são pessoas e como tais merecem ter suas preferências resguardadas. Porém, isso não quer dizer que sua diferença é a regra e que isso deva ser imposto à força a quem ainda acredita que a natureza é quem determina a razão de todo o ambiente, e não uma ideologia falaciosa imposta por quem quer ter uma razão para defender e obrigar os demais a aceitarem o que acredita.

Nudez, arte moderna e crianças: a revolução retrógrada 


Houve uma certa polêmica esses tempos acerca de uma outra exposição no Museu de Arte Moderna em São Paulo em que um homem nu apresenta La Bête, performance em que ele se torna um Bicho de Lygia Clark e pode ser manipulado pelo público”. O porém é que como percebemos, algumas crianças são estimuladas a interagirem com o "artista" como se ele fosse um brinquedo. É sério isso? O que me revolta não é apenas a erotização das crianças (visto que alguns pais irresponsáveis insistem em dizer que o nu para elas tem um significado diferente do que tem para adultos), mas também que essa "performance" é financiada pelo Itaú mediante a lei Rouanet. Isso mesmo, caros betas, o mesmo processo utilizado no Queermuseu foi aqui aplicado, os quais permitem que o dinheiro de impostos sejam arrecadados (desviados seria a melhor palavra) para ser utilizado no "incentivo à cultura". De acordo com os dados do Salic, o MAM captou em 2017 um total de R$ 6.477.359,00. Deste montante, R$ 4.000.000,00 (61,75% do total) foram destinados pelo Itaú, sendo R$ 3.500.000,00 por meio de diversas empresas (Cia Itaú Securitizadora, Itaú Administradora de Consórcios, Itaú Vida e Previdência) e R$ 500.000,00 por sócios e acionistas do banco. Percebam que esses impostos seriam destinados a coisas mais importantes que uma exposição de um homem pelado e nada mais. Isso é arte? Acredito que não.
O que me revolta é a insistência em se querer sexualizar/erotizar as crianças numa idade em que elas simplesmente sequer ter noção disso. A nudez no contexto de uma cultura em que a malícia não é despertada por ela é algo totalmente diferente numa cultura como a nossa em que a nudez ainda continua sendo um paradigma. Por que as pessoas simplesmente não deixam o tempo se encarregar do amadurecimento das pessoas? Será que existe necessidade em se ensinar o que a própria natureza já nos deixou programados, ainda mais utilizando recursos públicos?

Conclusão 


Através das Diaboladas desse sábado, chegamos à conclusão que a ideologia esquerdista está totalmente dessintonizada com a realidade de grande parte da população. Artistas, em sua maioria, são esquerdistas porque eles não vivem na mesma realidade que grande parte da população vive, não passando pelas agruras que nós, meros mortais, passamos. Pobres miseráveis, em sua maioria, são esquerdistas porque acreditam que o governo deve fazer algo por eles já que não conseguem sair do lamaçal em que se encontram atolados. Esquerdistas são esquerdistas por uma questão simples: estão dessintonizados do mundo real porque acreditam que o seu fracasso não decorre do fato de não estarem fazendo o necessário para evoluir, mas porque a culpa é daqueles que são bem sucedidos, evidenciando o vitimismo reinante de sua filosofia. Ou seja: não passa de um grande mimimi em escala titânica.


Um abraço do Pobre-diabo! 

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

É possível viver solteiro e ser feliz?


Como é de costume, este pobre-diabo necessitou se abastecer com o combustível da vida, o refresco da alma, o elixir dos deuses ou tão somente as cervejas artesanais. Tomei uma deliciosa Stout que me deu bons momentos de satisfação e alegria. Se tem um dinheiro bem gasto é o que eu consumo com as minhas meninas, as minhas cervejas. Depois de apreciar esse líquido divino, fui possesso por um espírito aristotélico, que abduziu a minha consciência e a colocou perante os maiores gênios da filosofia, desde a clássica até as mais recentes. Tive revelações incríveis que só vieram a acrescentar e fortalecer a famosa Filosofia Diabística. Na verdade eu estava bêbado mesmo.

Um pouco depois desse transe inicial, passei para a segunda fase do meu ritual diabístico de consumo do elixir dos deuses, que é a fase das reflexões existenciais. Um assunto que está presente na vida inteira das pessoas é o assunto de casamento. Ser casado é uma espécie de obrigação em nossa sociedade e se você não ostentar esse status de relacionamento você fracassou na vida. Ambientes familiares e profissionais são os que mais exigem esse status de você. Tudo piora quando você é um beta, pois todos te veem como mais fracassado ainda e incapaz de arrumar uma mulher por ter atributos asquerosos. Dá para acreditar que as pessoas te valorizam só porque você meteu um anel de ouro no dedo e porque você é um escravo e sustenta uma gorda feia e filhos feios e chatos dentro de uma casa?

O fato é que qualquer animal arruma mulher e faz filho nela, isso é fácil, até eu que sou um beta B, mais feio que cu cagando, arrumo fácil uma dessas e até pouco tempo atrás estava namorando uma nota 7,5, agora quero ver alguém dizer que é fácil ganhar dinheiro, isso sim é difícil. Encher o corpo com anabolizante falsificado (mijo de rato) para ficar com os braços inchados de água igual linguiça é fácil, agora quero ver se é fácil você ter condições de comprar um carro de 80k à vista. O fato é que tudo nessa vida segue uma lógica que não podemos sequer questionar. Sinônimo de felicidade para os símios é ter namoradinha, noivinha e esposinha. Depois fazer filhinhos, postar fotos da família feliz nas redes sociais e receber várias curtidas. Quero ver você ser uma cara fodão e postar o seu sucesso profissional, o seu primeiro milhão ou seu emprego poderoso nas redes sociais. O fato é que as pessoas são medíocres e fúteis e é nesse meio que nascemos, somos criados, vivemos e morreremos.

Esse é um conhecido nosso aqui do blog. O excremento acha que injetando mijo de rato no corpo irá se tornar um alfa de uma hora para a outra. Acreditem se quiser, ele torra todo os seu salário de entregador de pizza para ter essa merda de corpo e mal consegue pegar gordas faveladas. Ele acha que terá o corpo do Jeff Seid e até do Jay Cutler, sendo que esses caras são ricos, patrocinados, treinam há muitos anos, tem acesso aos melhores médicos, personal, nutricionistas, nutrólogos, endocrinologistas, ergogênios caros e de qualidade, TPC perfeita e cara, dietas caríssimas e uma vida totalmente dedicada ao esporte. Ele não aceita que somente o dinheiro pode salvar o beta e insiste em foder o seu futuro para ser assim

É possível viver solteiro e ser feliz no meio dessa infinidade de pessoas que só pensam em arrumar um companheiro e procriarem? É possível ser feliz assim quando todos os homens se rendem aos encantos ardilosos das mulheres e se auto escravizam em favor delas? O fato é que dificilmente um homem na faixa dos trinta anos estará vivendo uma vida de solteiro. Se você também está quase chegando a esta idade provavelmente quase todos os seus amigos já estão comprometido, com filhos e já não vivem mais uma vida viril como outrora, agora estão vivendo como verdadeiras cadelas amedrontadas, totalmente escravizadas por suas esposinhas. Para piorar, como o beta tem poucas opções no que diz respeito a mulheres, o animal se casa com a primeira baranga que dá moral para ele e deixa a vida passar assim. Anos depois você vê um homem completamente acabado e ao seu lado uma gorda horrenda mandona e sugadora de dinheiro, de vida, de felicidade e de alma. Mesmo que isso esteja estampado na cara do beta, o excremento ainda acha que pode viver um conto de fadas, casar com uma loirinha novinha e gostosa, fazer muito sexo e alter uma vida de rei. Depois ficam bravos quando eu os chamo de extremistas e iludidos. Na verdade eu devia é ficar quieto e encher a cara deles de porrada, pois é isso que merecem! 

Mas como vivemos em um mundo ridículo e injusto, tudo pode piorar ainda mais, especialmente se você é um beta imundo, pois você sempre será visto como inferior e sem barganha, desta forma as mulheres que sobrarão para você serão as sobras, ou seja, feias, gordas, chatas, pobres, sanguessugas e, as piores de todas, as mães solteiras! Saiba que se algum dia você se casar com uma mãe solteira você atestará o seu fracasso como pessoa e, principalmente, como homem. Você não possuirá mais o gênero masculino, pois ele será arrancado de você pelos deuses. Se você fizer isso você será um ser assexuado, um mero animal que não viverá mais, apenas vegetará. Entenda, seu animal, uma mulher mãe solteira só ficará com você porque você foi a sua última opção para criar ela e sua prole, ou seja, ela só quer proteção e dinheiro. Saiba que o melhor dela já foi usado por um alfa, que tirou toda a sua beleza, juventude, e suas delícias, sobrando para você apenas gorduras, barriga gorda e flácida, bunda e peitos caídos, moles e cheios de estrias, rosto cheio de ruga (pela idade e pelas noites mal dormidas cuidando da prole alheia), pernas celulitosas furadas parecendo que tomaram rajadas de metralhadora e vagina toda desbeiçada e laceada.

Mas qual é a razão de ainda os homens casarem e os betas serem tão desesperados para arrumar uma companheira, mesmo sabendo de todas essas agruras? Qual é o motivo de tantos homens que já foram divorciados (e perderam tudo) casarem novamente e voltarem à mesma situação de outrora? Qual é o motivo de os homens aceitarem qualquer mulher que aparecer em sua frente só para não ficarem sozinhos, ao ponto de casarem até com mães solteiras horrendas? Homem é idiota e foi feito para ser escravo. Precisa fazer algo para a sua vida fazer sentido. Além disso, precisa se adequar ao padrão imposto pela sociedade como correto. Por fim, tem a questão de carência (na verdade é medo de ficar sozinho) e a questão sexual (que é a maior enganação do mundo, pois o homem casado é o homem que menos faz sexo na face da Terra).


Beta casado com sua princesa, mais conhecida como barriga de vagina. Mais de 70% de seu salário é apenas para dar de comer a ela. Não adianta achar que vai casar com uma panicat não tendo nada a oferecer. Se você é um beta pobre e quer ser casado então se prepare para isso aí. 

Respondendo à pergunta inicial deste texto, eu acho sim que podemos ser feliz sendo solteiros. Olhe à sua volta e veja os casadinhos e suas vidas com suas familiazinhas. São em geral homens estressados, que dormem pouco (por causa dos filhinhos), depressivos, sem dinheiro, não transam, têm mulheres gordas (que dão mais prazer ao marido quando se vestem do que quando estão nuas), sem esperanças, sem bens e completamente endividados. O que acontece é que esses coitados se acostumam com sua vidinha de pai de família e acabam se achando importantes por terem um papel social que dá sentido para suas miseráveis e medíocres vidas imundas, no entanto a maioria deles sequer teve a oportunidade de experimentar o que é viver, transar, curtir, relaxar, ter paz e se divertir de verdade. Será que é tão difícil assim ser solteiro, com uma grana enorme no banco, vivendo de juros, viajando, tendo bons carros, morando bem e curtindo tudo do bom e do melhor, sempre acompanhado por gostosas toda semana, sempre diferentes e sem repetir? Será que é melhor ser casadinhos mesmo? 

Faz sentido alguém preferir ter uma vida sem dinheiro, com mulher horrorosa, sem paz, sem diversão, sem sono, sem tranquilidade, sem sexo, sem dinheiro e sem poder transar com outras mulheres ao invés de viver a vida com plenitude, na forma mais bela, prazerosa e diabística possível? Não faz sentido algum, mas ainda assim foi desta forma que fomos programados para agir. É neste contexto que entra os conhecimentos divinos da Filosofia Diabística, a qual busca desapegar o beta de todos esses dogmas escrotos impostos pela sociedade, ao mesmo tempo em que acaba com todo e qualquer tipo de ilusão e extremismo, fazendo com que vivamos apenas a realidade de forma completamente lógica e racional. A partir do momento que você toma essa atitude e passa a enxergar o mundo de forma diabística, tudo fica mais fácil, o sofrimento é menor, você não cria mais falsas expectativas e passa a aceitar a realidade como ela realmente é, buscando formas efetivas de se atingir a felicidade e suprir suas necessidades.

Uma vez que você esteja completamente desapegado de todas as formas de aprisionamento masculino - e betístico – você deixa de se apegar a coisas fúteis e a querer viver conforme o que é ditado e imposto. O bom disso tudo é que a maioria dos betas estaria de qualquer forma com suas vidas fadadas ao completo fracasso emocional e sentimental (mas mesmo assim estariam hipnotizados achando que são “pais de família” honrados e que tem filhinhos, as maiores "bênçãos" do mundo, acompanhados de suas adoráveis esposas gordas barangas), então reunir forças para melhorar de vida e concentrar suas energias somente para você mesmo e para o seu conforto e prazer, sem dividir nada com ninguém e sem ser escravo de ninguém, não se torna uma tarefa tão difícil. 



Por fim, imagine você com seus 40 anos, ainda jovem pois cuidou de sua saúde e aparência. Agora você tem bastante dinheiro, pois pensou no seu futuro e não torrou tudo para ter emoções passageiras. Você abriu mão de coisas supérfluas no passado, mas agora pode desfrutar de um futuro de conforto, prazer, tranquilidade e paz. Você não tem preocupações com mulher e crianças e só se preocupa com você mesmo, no que irá comer e beber, para onde irá viajar e qual gostosa você irá foder. Você senta em sua poltrona, em uma mão um copo de whisky e na outra um charuto, olha para o lado e tem uma gostosa só de fio dental no sofá, com uma bunda escultural implorando para você a usar. Então, você começa a lembrar de quando era um beta B pobre e escroto e começa a rir, pois hoje você virou o jogo. Depois disso começa a lembrar dos escrotos que torravam tudo para ter experiência de ilusão no presente e hoje estão casados com baleias e tem catarrentos consumistas para criar, não sobrando um centavo em seus bolsos. Você ri mais ainda. 

O tempo passa muito rápido, então não deixe para pensar no amanhã tarde demais. Quem faz o seu futuro é você mesmo, então escolha se desenvolver de forma diabística! 


Um abraço do Pobre-diabo!