quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

O fado da ilusão do sucesso fácil

Sejam novamente bem-vindos ao nosso amado reduto, betas diabísticos! Como vocês estão, está tudo bem? Comigo está, visto que o diabismo me tem feito muito feliz por elevar minha vida à condição superior de felicidade e regozijo, haja vista o extremismo e a ilusão não fazerem parte da forma como interpreto a realidade. Como sempre, o hedonismo é a principal fonte de energias para se prosseguir a vida, visto que o rancor e a infelicidade são os principais ingredientes da tristeza que compõe a vida da maior parte das pessoas com quem convivemos, as conduzindo à inveja, à angústia e ao fracasso. Caso você não seja um diabista, infelizmente eu te digo que a probabilidade de você se tornar uma pessoa infeliz e fracassada é muito alta.

O principal fator da infelicidade das pessoas é decorrente da forma como se imaginavam e como estão atualmente. Muitos imaginavam que ao chegar aos 30 anos já estariam bem estabelecidos financeiramente. Outros que teriam um sucesso deslumbrante em suas vidas profissionais. Outros (loucos), ainda, que possuiriam uma família e seriam referenciais às pessoas mais jovens como alguém responsável. Porém, hoje simplesmente são pessoas que possuem um parco patrimônio constituído de um carro financiado, uma faculdade que não serve para nada, um trabalho indigno que o explora a ponto de o fazer deixar de querer viver e acumuladas razões para dar fim à sua inútil existência. No final sempre acabam se perguntando: "onde foi que eu errei"?

Você errou ao se considerar melhor do que é, betinha. Se ponha no seu devido lugar e assuma sua definição como lixo atômico se você não quer que eu te meta porrada na cara e te faça esse favor

Essas pessoas não erraram em nada, nobre betas. Muitos simplesmente atingiram o seu ponto supremo de desenvolvimento, que é exatamente a sua realidade, porém em momentos diversos de suas vidas. Alguns tiveram o ápice de sua existência no ensino fundamental, época qual se relembram com notável carisma e dizem ter sido a melhor época de suas vidas. Outros se lembram do tempo de faculdade ao afirmarem que tiveram uma vida idílica, sendo que apenas vivam bêbados com cervejas que eram suco de milho, não tinham responsabilidades e conviviam com fracassados tão inúteis quanto eles. Ao superestimar as suas habilidades e capacidades, os seres humanos supervalorizam a chance de sucesso ante à grande probabilidade de derrota. Acabam por desconsiderar que é muito mais fácil você ser pobre e fracassado que rico e bem sucedido. Tomem por base, a exemplo, pessoas que vocês julgavam no passado que seriam totais fracassados e atualmente são pessoas bem sucedidas. Por que isso ocorreu? Simplesmente porque alguém as colocou no lugar que estão ou porque essas pessoas não tiveram medo de arriscar e usaram as suas habilidades para serem o que são?

Dessa forma, esqueça que você era o nerd que estudava e jogava videogame até atingir os 100% do jogo e não socializava. Esqueça que você era o bagunceiro da sala e tomava diversas advertências e suspensões. Esqueça que você era o cara esquecido ou o reconhecido por todos. Esqueça que você era o betinha que desejava a menininha mais admirada do colégio ou era o alfinha que a pegava. O passado só serve para ser uma base do pilar da sua vida naquela época, visto que o sucesso da sua existência se refere muito mais ao que você fez a partir do momento em que teve que sair da proteção maternal de seu lar do que suas experiências infantis e desprezíveis. Muitos betas acabam permitindo que traumas da infância ainda os continuem assombrando enquanto adultos, de forma que seus comportamentos acabam tomando rumos irracionais simplesmente porque não conseguiram seguir adiante de algo que sequer deveria ser rememorado.

Esse será seu destino se quiser atingir resultados diferentes fazendo sempre as mesmas coisas que todos fazem, betinha

Não existe fórmula para o sucesso. Este simplesmente é uma mistura entre dedicação, comprometimento e um pouco de sorte. Não se compare com pontos fora da curva como Silvio Santos, Steve Jobs ou Bill Gates. Não se compare com seres reptilianos como Larry Page ou Sergey Brin que reinventaram o sistema de pesquisas que revolucionou a internet, ou com Mark Zuckerberg que conseguiu convencer outros betas a o tornarem o controlador de uma das maiores redes sociais do planeta. Você é só mais um dos 8 bilhões de pessoas do mundo. Dependendo do seu rendimento intelectual e profissional você é só mais um que apenas sobrevive e sonha em ser o próximo a fugir da roda da pobreza. Se você considerar que o rendimento de R$4.000,00 já põe uma pessoa entre os 10% da população brasileira que mais recebem, dá para perceber que suas metas estão supervalorizadas ao achar que você será o próximo bem sucedido sem ter uma boa alavancagem.

E porque eu digo isso? Temos acompanhado há um bom tempo um blogueiro com nome de passarinho que tem praticado diversos sacrilégios contra a filosofia diabística ao negar seus ensinamentos valorosos. A ideologia desse ser inescrupuloso em muito se assemelha ao de uma outra figura roliça e gordurosa, porém com algumas dissimilaridades. Obviamente, ao afirmar truísmos, esse ser burlesco usa como referências constatações pontuais que teve em sua realidade frívola e prescindível, estabelecendo como regra o acaso e a sorte. Temos que ter em mente, nobres diabistas, que a oportunidade é uma situação que ocorre eventualmente e sem repetições idênticas. Caso esta não seja apanhada no momento certo, dificilmente ela voltará a ocorrer e a única coisa que restará ao futuro fracassado é chorar as pitangas por não ter agido como "se tivesse a cabeça de hoje quando era mais jovem" (quantas vezes não ouvimos nossos pais, tios, chefes, dentre outros, falarem isso?).

É isso mesmo, betinha! O segredo para você atingir o sucesso custa R$25,00! Ou segundo alguns por aí é divulgar produtos nas redes sociais sendo desconhecido ou comprando e-books que só falam mais do mesmo. 

Sério mesmo que você acredita quando ele fala que se mantém com os rendimentos de seu pseudo canal de Youtube, ou com a sua fake empresa que na verdade é uma barraca de cachorro quente com outros cinco sócios mortos de fome? Todos sabemos que a mudança de monetização do Youtube afetou mais de 90% das pessoas que faziam dinheiro por lá, de forma que o que rende mesmo é a quantidade de visualizações de um vídeo e não a quantidade de inscritos. Vários Youtubers que possuem até 200.000 inscritos afirmam que a mudança de 2018 os comprometeu e que realmente NÃO VALE A PENA parar tudo o que se estava fazendo para se dedicar a isso estão errados e ele certo? Estes postam suas telas do Analytics e são quase UNÂNIMES em demonstrar que raramente chagam a fazer mais de US$200 por mês! Que os maiores rendimentos são dos merchandisings que fazem quando SÃO FAMOSOS E SUA IMAGEM VALE ALGO? Quem vai querer pagar para um beta nerd emasculado magrelo orelhudo com cara cheia de espinhas e dentes tortos como o passarinho para divulgar um produto? Isso que esse ser ridículo, mentiroso e intrigueiro nunca provou nada, ao contrário deste reduto em que se apresentaram provas incontestáveis e indiscutíveis. 

Dessa forma, betas, tomem vergonha na cara e aceitem a realidade. Se vocês não fizeram nada até hoje, já chegaram aos 30 anos e gastaram o melhor tempo de suas vidas com jogos e punheta, dificilmente vocês serão algo a mais do que já são. Se não querem estudar, então tratem de trabalhar com esmero e dedicação. Se querem empreender, tratem de ter um bom capital de giro, uma boa ideia e um bom plano de negócio, além de saberem que sua rotina será das 07h da manhã até às 23h da noite até a estabilização do negócio. Parem de achar "jeitinhos" para se dar bem às custas de pessoas que já foram castigadas pela vida e que estão todas fodidas. Abandonem a ilusão e o extremismo. Se você não aproveitou a bolha do Bitcoin, não é agora que você se dará bem (onde estão os cryptotraders que arrotavam opulência aqui no reduto?). Se você não aproveitou a época em que o Youtube não era tão profissional, não será hoje que você será um Whindersson Nunes ou um Felipe Neto. Se você não aproveitou o momento antes da bolha dos imóveis, comprar um hoje é um total suicídio financeiro. Aceitem a realidade e eia avante, betas, rumo ao colosso de glória da pujante aguerrida filosofia diabística que os demove do status de frivolidade através da negação da ilusão e do extremismo!


Um abraço do Pobre-diabo!

sábado, 12 de janeiro de 2019

Como vencer a baixa autoestima e os bullyings?


Saudações diabísticas, betas! Satisfação imensa estar aqui mais uma vez escrevendo para os senhores! Depois de sair nessa sexta para um barzinho e reparar alguns betinhas escrotos sozinhos, tão feios quanto a mim, comecei a lembrar de minha adolescência e como eu tinha problemas de baixa autoestima. Na verdade, betas sabem como ninguém o que é viver com baixa autoestima, pois desde a mais tenra idade sofrem terríveis bullyings, além de rejeições por parte das pessoas, seja amigos ou mulheres. O que acontece é que como o betoso não se trata emocionalmente e mentalmente, acaba trazendo esses traumas para a vida adulta e junto com estes o fracasso em tudo.

Falar para um beta deixar de ser assim é fácil, porém só quem está na pele de um homo betísticos imundo, essa sub-raça humana fétida, sabe como é difícil transpor essas barreiras. Vejam o meu caso, por exemplo, que sou um beta B mais feio que cu cagando, uma mistura de Batoré, Cerveró e Raul Gil, que sempre foi covarde como uma cadela, brega, sem graça e sem grana, tinha como alguém se interessar em ser meu amigo ou alguma garota de qualidade se interessar em me namorar? Obviamente que não, pois eu era um repelente natural de pessoas, tinha um enorme poder de secar vaginas e um imã para atrair bullyings e ser a chacota aonde fosse.


Eu cansei de apanhar de alfas e semialfas quando era jovem, só para que eles satisfizessem o ego deles na frente de seus amigos e das garotas, já cheguei a chorar quando me humilharam na frente da turma, já mijei na calça quando tinha 12 anos quando um alfinha ameaçou que iria acabar com a minha raça e todos riram de mim. E isso foram durante muitos anos, uma humilhação que parece não ter fim, que só faz você se sentir o pior de todos, ter medo constante de ser bulinado, então se retrai ainda mais. O problema é que é muito difícil conseguir sair disso e o beta acaba trazendo esses traumas para a vida adulta, prejudicando seus relacionamentos e também o seu profissional. 

O fato é que se você nasceu beta, você está fudido, pois não tem nada fisicamente falando que contrabalaceie os genes pútridos que herdou dos seus pais feiosos, pobre e burros. Isso faz com que algum betóides iludidos e extremistas façam coisas idiotas na vida na tentativa de serem aceitos socialmente. Os animais gastam seu dinheiro com coisas idiotas, usam bombas falsificadas e andam com caras pseudoalfas mais fracassados que eles, quando na verdade deveriam se cercar de pessoas vencedoras. Já imaginou se você tivesse um amigos fracassados como o lixo do Chuppa Pau ou igual ao burro do Conservador roliço? Você estaria perdido!

Betinha quer deixar de ser zoado, mas faz tudo errado! Esse será eternamente bulinado e será condenado pelo destino a nunca fazer sexo! 

Mas acalmai-vos, betinhas, principalmente vocês que ainda têm traumas não resolvidos, pois trago as boas novas da Filosofia Diabística (FD) para salvar suas vidas! Antes de tudo, não se esqueçam dos maiores pilares da FD, ou seja, abandono das ilusões e extremismos, e vivência na mais completa racionalidade e estratégia, pois só assim vocês terão forças para vencer e não cairão em enrascadas. Sendo assim, o que o beta precisa fazer para vencer a baixa autoestima e vencer na vida? É só seguir as dicas diabísticas a seguir:

1) Não ser o "esquizitão", aquele que chama a atenção por ser ridículo. Eu, por exemplo, uso roupas transadas e peças que chamam a atenção por darem estilo, como boina italiana e chapéu Fedora. 

2) Não ser covarde e sempre reagir caso tentei te humilhar. O beta sofre bullyings justamente porque todos sabem que tem medo e não vai reagir. Sempre que zoarem com a sua cara, enfrente a pessoa, mesmo que você apanhe, pois a sua honra e imagem valem mais que tudo. 

3) Usar a TED (Teoria da Evidência Diabística) ao seu favor, observando como se destacar nos grupos e quais são os valores mais admirados nesses. 

4) Desenvolver suas habilidade sociais, como conversar com as pessoas, falar em público e transmitir liderança ao falar. Isso faz as pessoas te respeitarem, além de você poder se tornar um líder dependendo do uso da TED. 

5) Desenvolver seu lado intelectual e profissional, pois isso te traz destaque no trabalho e consequentemente melhores salários, pois o dinheiro é o item que mais dá poder e traz respeito para os betas.

6) Cuidar de sua aparência, fazendo bons cortes de cabelo, acabando com a acne (que causa nojo nas mulheres), perdendo a pança de bosta e fazendo musculação para ter um corpo minimamente saudável e fitness (eu estou treinando há um bom tempo e tenho percebido que minhas panturrilhas estão saradas e têm chamado a atenção das mulheres).

7) Comprar coisas que te tragam satisfação, tomando cuidado para não drenar suas finanças. Quando você atinge algumas metas, isso faz muito bem para a sua autoestima. Eu, por exemplo, valorizo muito ter uma carro automático que molha calcinhas como o meu, além das minhas cervejas artesanais e meus charutos cubanos.

8) Ganhar dinheiro a ponto de te diferenciar dos simples mortais, pois dinheiro traz felicidade, conforto, luxo, status, prazeres e muito sexo! 

Oiii gentiii! Eu sou uma Damlux e eu vou fazer um amor bem gostoso com o Pobre-diabo hoje de noite! Eu adoro os diabistas! 

Enfim, diabistas, quando vocês seguem esses passos e investem em sua própria evolução e desenvolvimento diabísticos, isso faz com que sua autoestima seja inabalável, lembrando que o destaque de tudo está no item de número 8, ou seja, ganhar muito dinheiro. Isso não quer dizer que os outros itens não são importantes, na verdade, todos irão te ajudar a vencer na vida, mas se você quer ser alguém de verdade, se destacar e ser visto como um alfa de dar inveja a todos, curtindo a vida ao máximo, na forma mais diabística possível, você DEVE fazer de tudo para ganhar dinheiro, não havendo limites para isso!

Nunca se esqueçam, só o Dinheiro e a Filosofia Diabística podem salvar os betas!



Um abraço do Pobre-diabo! 

quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

Objetivo de vida dos diabistas


Graça e paz, irmãos diabistas, amém? Que e Filosofia Diabística esteja sempre convosco, aleluia! Hoje meu dia foi de muito estresse, se não fosse a nossa milagrosa filosofia, não sei o que seria de mim, acho que eu teria um dia de fúria (como no filme). Agradeço aos deuses por me conceder a dádiva de poder fazer o uso de seus elixires divinos (cervejas artesanais) e das especiarias sagradas que acalmam a minha alma através de sua fumaça sobrenatural (cigarros de cereja). Estava bebendo e fumando até agora, enquanto escrevia este post aos senhores.

Há muito já foi dito aqui que o que importa para um diabista é o quanto ele ganha. Esqueça o que alguns sabotadores iludidos e extremistas falam, como usar mijo de rato (bombas falsificadas), que só te deixaram inchado como uma linguiça e destruirão sua saúde, fazendo no máximo faveladas nota 4 se interessarem por você. Esqueça também técnicas idiotas de sedução e PUAs, coisas de adolescentes infantis, que não funcionam com betas feios e mocorongos como eu, apenas com alfas. Mulheres querem homens de destaque, além de luxo, conforto e status.

Por isso, não percam tempo seus imundos! Para que gastar energia e tempo com coisas idiotas e não focar no que realmente importa que é ter dinheiro? Com grana você tem conforto, felicidade, paz, prazeres, luxo, status, sofisticação e muito sexo. O que adianta ser inchado, feio e não ter dinheiro nem para levar um broto para um restaurante qualquer? Agora imaginem vocês sendo como o Chuppa Pau que vive de mesadinha do papai, ganha uma miséria no emprego CLT, tem 7k na poupança (mas mente que tem 70k) e tem 15 inscritos no YouTube (mas diz que tem 200k), mas mesmo assim tem delírios de grandeza e acha que vai ser um Whindersson Nunes e uma mega empresario tipo Jorge Lemann (o Passarinho abriu um dogão em 6 sócios, é mole ou quer mais?). Esses idiotas sempre serão fracassados devido à ilusão e o extremismo. 

Família do Chuppa Pau em um típico almoço de domingo. Não dá pena desses pobrezinhos fracassados comendo churrasco de morcela e setinho vencido? Enquanto isso este diabista devora um delicioso bife de chorizo suculento com salsa criolla e alho poró

Busquem se desenvolver de forma diabística, especializando-se, aumentando seu networking e suas habilidade sociais. Aprendam que a inteligência e estratégia são fundamentais nesse mundo de seleção natural. Não se pode ter sentimentos nos negócios, pois se você não subir, alguém vai! Você deve fazer tudo o que for possível para crescer, dar seu sangue, além de ser estrategista! Deve sempre pensar unicamente em si mesmo e em seu próprio sucesso. No mundo dos negócios vale tudo para vencer, não existe regras para quem quer fazer parte da liderança, pois é um ambientes selvagem onde o mais forte vence!

Sabem por que vocês betas devem fazer de tudo para subir na vida? Vamos lá. Você quer ficar para sempre nessa vida medíocre de miséria, não podendo se dar ao luxo de ter os melhores prazeres da vida? Você quer ficar andando de Golzinho 2003 com uma gorda feia do seu lado? Para você ter uma vida diabística na essência você deve suprir suas necessidades básicas de forma majestosa. O que eu quero dizer? Quero dizer que você tem que ter condições de ter tudo do bom e do melhor e ter um consumo prazeroso em sua essência. Sendo assim, você deve ter uma renda que, além de permitir que consiga separar uma boa quantia para investir, que te permita fazer uso das maiores delícias da vida.

Um Pobre-diabo degustando um Pennoni Gamberoni Pomodorini do Vesúvio com camarões criteriosamente selecionados. Para fechar com chave de ouro, um  delicioso cafezinho arábica com grãos selecionados com boas notas cítricas e frutadas, corpo e acidez prazerosos ao paladar. Estão servidos? 

Ou seja, um diabista necessita ter renda suficiente que lhe garanta comer bem, beber bem, fumar bem, viajar bem, andar em carro automático confortável e transar com gostosas tipo panicats, vivendo uma vida de prazeres, requinte, luxo e sofisticação. E é isso que eu procuro para a minha vida, comer um Confit e magret de canard servidos após uma deliciosa entrada de Foie gras, degustar um bom vinho Elio Grasso Barolo Ginestra, fumar um delicioso charuto cubano Cohiba, viajar para a cidade maravilhosa de Paris, aproveitando toda a sua elegância e sofisticação, dirigir uma Mercedes SLK conversível, sentindo o vento em seu rosto e mexendo seus cabelos que foram aparados pelas mãos de talentosos artesãos dos cabelos (barbeiros de renome), escutando o excitante ronronar de seu motor esportivo, e ter noites idílicas com maravilhosas damas da luxúria, verdadeiras deusas do pecado, com corpos esculturais que levam qualquer um à loucura.

Isso sim é viver, caros diabistas, e não igual a retardados prepotentes que se entopem de bombas falsificadas, abrem negócios falidos e ilegais na garagem da mamãe para ganhar 1,5k e ficam noivos de magrelas rodadas de 35kg e sem bunda. Tracem metas para suas vidas, bolem suas estratégias para ganharem pelo menos 7k, que é o mínimo para ter uma vida minimamente prazerosa. Lutem com todas suas forças até chegar ao seu objetivo. No início irão sofrer mesmo, chorar muito e passar vontades, mas garanto que lá na frente valerá a pena! 

Só a Filosofia Diabística e o dinheiro podem salvar os betas! 


Um abraço do Pobre-diabo! 

sábado, 5 de janeiro de 2019

O sucesso do amanhã que nunca chegará aos não-diabistas


Que a graça da nossa sagrada Filosofia Diabística esteja convosco, amém irmãos betas? Hoje estaremos tratando de um assunto complexo que dificilmente será compreendido por muitos que ainda não entenderam a verdadeira razão dos seus fracassos. Assim, ligue seu som no máximo (sugestão de música: Bloodwork - 36 Crazyfists), pegue sua cerveja bem gelada (de preferência que seja um elixir dos deuses, ou seja, uma cerveja artesanal, mas uma cerveja puro malte serve também), pegue o seu pacote de torresmos, feche as abas dos sites pornográficos do seu navegador, fique bem acomodado para uma leitura confortável e iniciemos nossa liturgia diabística.

Tenho andado preocupado ultimamente com a qualidade intelectual de nossos confrades. Por mais atrito que eu possua com algumas figuras bizarras que insistem em fazer valer sua insignificância aqui em nosso sagrado reduto, afirmo com todo o amor que tenho pela filosofia diabística que eu desejo profundamente que seus olhos sejam abertos pela concepção revolucionária que a ideologia diabista traz àqueles que estão com seus corações abertos a receber esses valorosos ensinamentos. Tivemos ultimamente um blogueiro esquizofrênico que perseverava em atacar este Pobre-diabo simplesmente porque ele não possuía autoridade intelectual para ensinar sequer uma criança de 5 anos. Usurpando as ideias que meu amigo Kraft postou (por mais que eu discorde do rumo adotado, boa parte de suas palavras eram uteis), essa figura exótica acabou plagiando um conteúdo que não era seu, assim como fez quando assumiu a identidade de VDBP e posteriormente de HOC, entre outros que não valem a pena serem mencionados, e plagiou, também, o conteúdo único e original da filosofia diabística. O retardado teve coragem de falar que era o próprio NA! Como um verdadeiro desonesto, suas palavras não subsistiram e ele foi extirpado da diabosfera em nome da sagrada filosofia diabística, amém?
Apreciem o saboroso elixir dos deuses deixados a nós diabistas para evoluirmos conforme a FD

A Filosofia Diabística, com a ajuda de todos os betas deste recinto, evoluiu a ponto de se tornar o Movimento da Real Diabística, pois ela é impossível de ser ignorada após a devida iniciação. Como seus pilares temos o desemparelhamento mental de todo e qualquer tipo de ilusão e extremismo, o que faz com que você, betinha, comece a se perceber como a esdrúxula figura que é. Com o devido treinamento você também pode se tornar um arauto do Movimento da Real Diabística e assim ajudar milhares de outros betas que estão perdidos e dispersos nesse mundo mangina. O Movimento da Real Diabística prega que a racionalidade seja o fundamento primordial da sua forma de agir. Muitos aqui vivem um vitimismo interminável e indeterminável, de forma que todo o fracasso que passaram seja revisado pelo fato de não corrigirem seus erros e os cometerem novamente. Dessa forma, temos que atentar a vários detalhes:

a) A ilusão e o extremismo são a fonte da sua desgraça.
Quantas vezes terei que repetir que a supervalorização de sua condição, assim como a irrealidade de suas metas, ambas são o motivo de sua desgraça? Se você é um betinha com corpo de coxinha, com colesterol altíssimo, com uma barriga de massa de pão, será impossível em 6 meses ter um corpo de fisioculturista profissional! Se você é burro e não possui uma boa base intelectual, nem tempo e dinheiro para estudar, você nunca será um juiz, um promotor ou um médico! Se você não possui um bom capital inicial e estrutura financeira para iniciar um empreendimento, você nunca será um mega empresário em menos de 5 anos, seu iludido de merda! Quantas vezes você prometeu na virada do ano que o vindouro você faria tudo diferente? Ou por algum acaso suas promessas na virada do ano passado foram cumpridas e você terminou ano passado musculoso, rico e acompanhado de deliciosas cocotinhas? Quem está errado aqui, betinha?

b) Assuma a sua culpa. Ela não ocorre por causa dos outros, mas por sua causa.
Temos por base muitos blogueiros que poem a sua culpa em chefes, mulheres, filhos, destino, espíritos, etc. Caro betinha fedorento, tudo o que você tem/passa na sua vida foi porque você aceitou! Ninguém te obrigou a transar com aquela balofa nojenta só porque nunca tinha transado na vida. Ninguém te obrigou a se juntar com ela e foder a sua vida só porque você é carente. Ninguém te obrigou a gozar dentro dela e gerar filhos horrorosos e burros só porque não tem experiência. Ninguém te obrigou a ficar em um emprego só porque você não tem opções e não consegue nada melhor. A culpa é sua por não ir atrás da evolução, ou quando vai e fracassa o faz porque traçou metas irrealistas que só te levarão a desistir e a fracassar por supervalorizar sua existência inútil.

c) Não existem atalhos ou fórmulas mágicas para o sucesso.
Como mulheres, popularidade e bens materiais são o objetivo de vida de muitos betinhas porque representam o sucesso, estes acabam fixando seus esforços em coisas que dependem muitas vezes de fatores que estão muito além de seu alcance. Obviamente que quem é bem nascido possuirá maior facilidade em obter sucesso, mas você que é um pedaço de bosta com braços e pernas já deu o azar de nascer em uma família fodida. Sabe por que? Porque sua genética é podre e descartável, o que demandará muito mais esforços que aquele alfa que você inveja. Se for estudar, estude o dobro. Se for trabalhar, trabalhe o triplo. Se for empreender, faça tudo certo e tenha uma boa reserva financeira. Não dependa da sorte, pois a exemplo do gorduroso você só conseguirá se manter se alguém puder ser explorado, o que não conta como sucesso verdadeiro.

d) Você não terá sucesso apenas com esforço. Serão necessários contatos, aprimoramentos e sorte.
Dado o passo inicial do tópico anterior, o esforço não será suficiente para você ser bem sucedido. Naturalmente você esbarrará em um gargalo de progressão, o qual será limítrofe para o sucesso. A partir desse momento, o beta deverá atuar em outras áreas que até então deixou de lado. Estas áreas são aquelas relacionadas ao contato social, ao aprimoramento técnico e à sorte. Obviamente a sorte que eu digo aqui não é o acaso, mas sim aqueles fatores que te fazem ser destacado pelo motivo do seu contato gostar mais de você que de seu concorrente. E quais seriam esses fatores? São exatamente a sua desenvoltura social e a sua competência técnica, seja para serviços ou para produtos. Você precisa saber conversar e se fazer entender, além de ser lembrado e bem quisto. Sua competência tem que ser demonstrada na excelência do seu serviço ou na qualidade do seu produto. Agora, você acha que vender cachorro quente em uma barraquinha imunda com mais 5 sócios mortos de fome demonstra sofisticação? Você acha que vender lanche podre na garagem da mamãe é indiciativo de dedicação? Você acha que ser Uber e ficar chorando seus sentimentos porque está apaixonado por uma damlux (dama da luxúria) é demonstrativo de profissionalismo? Não beta, não é.

e) Saiba qual é o seu lugar no espaço
E por último, betinhas, saibam qual é o seu lugar no espaço. Ao se comparar com pontos fora da curva, vocês infringem todos os tópicos acima citados, pois consideram o acaso como uma regra válida a todos, sendo que para alguém se dar bem muitos tem que se dar mal. Não ache que vocês são os sortudos da vez, pois o simples fato de serem betas já é motivo do seu fracasso. A partir do momento em que o sucesso for atingido, vocês devem cuidar das suas conquistas como cães raivosos que destroçariam seus concorrentes ou qualquer ser ignóbil que ache que suas conquistas vieram facilmente. E nunca devem se esquecer que assim como vocês cuidam das suas conquistas, quem está acima de você pensa da mesma forma que você está pensando.

PD defendendo suas conquistas contra sabotadores mentirosos

Desta forma, fedidos, não há como não atingir uma desenvoltura mínima para ter uma vida diabística. Obviamente não existe um manual de como se desenvolver facilmente, visto que a vida é feita de acertos e erros. Porém, como bons betas diabísticos, aprendam com os erros dos outros e evitem que a ilusão e o extremismo impeçam vocês de verem limpidamente que a chance de sucesso é muitissimamente menor que a do fracasso.


Um abraço do Pobre-diabo!

terça-feira, 1 de janeiro de 2019

O Ano Novo de um Pobre-diabo e metas para 2019



Desejo a todos os diabistas desse reduto um Feliz Ano Novo, embora o meu tenha sido chato, solitário e triste. Na verdade, decidi passar sozinho pois não queria ficar junto com minha família e ver aquele monte de fracassado comemorando uma simples virada de ano, como se isso fosse mudar para melhor suas pobres vidas. Não queria ver aqueles espumantes vagabundos sendo jogados ao alto, como se existisse algo para comemorar. Quis evitar aqueles abraços chatos e palavras vazias do tipo "feliz Ano Novo, que 2019 seja cheio de realizações, muita saúde e dinheiro!". Será que esses imundos não percebem que 2019 será a mesma merda que foi 2018 e 2017 e ainda pode até ser pior? Eles não notam que não possuem importância alguma no mundo e que nunca irão subir na vida?

Os símios vivem como se algum dia a sorte fosse sorrir para eles e do nada ganhariam dinheiro. A mente desprovida de inteligência e razão desses seres me irrita muito e é esse um dos motivos que eu tenho raiva de caras iludidos e extremistas como o Roliço fedido e o Passarinho arrombado, dois fracassados que não deram certo na vida, que acham que serão alguma coisa abrindo negócios falidos. Quem fica rico vendendo lanche vencido na garagem da mamãe ou cachorro quente numa banquinha dividida em 6 sócios, todos investindo 5k? Já imaginou a cabeça de um betinha retardado mental que não quer trabalhar, passa o dia todo trancado no quarto gravando vídeos infantis, achando que será famoso assim? O animal não entende que o boom do YouTube passou, e que hoje ser famoso e rico assim é mais difícil do que ser jogador de futebol. Coitado dos pais desses fracassados que precisam sustentar os dois marmanjos porque não se viram na vida. Não existe dinheiro fácil, nem sucessor sem esforço, meus camaradas! 

Família do Chuppa Pau fazendo coisas idiotas de pobre. A renda média desses coitadinhos é R$1.000,00, o que justifica a sua falta de cultura e de estudo. O Passarinho é o primo que mais se destaca na família, pois ganha 1,5k por mês e se exibe com seu Golf, ano 2001, sentindo-se um playboy

Eu não quis ficar no meio de gente fracassada porque tenho ódio de pessoas sem cultura, burras, preguiçosas e que não planejam o futuro. A maioria ali só viveu, trabalhou em empregos de merda, não estudaram o suficiente e nem desenvolveram suas habilidades. Mal sabem conversar sobre assuntos inteligentes, apenas sandices, como novelas, futebol, artistas e notícias idiotas de redes sociais. Não tem um que consiga conversar sobre assuntos filosóficos, políticos e sobre investimentos comigo. Como não sou prevalecido e não gosto de ostentar, começo a me sentir mal, pois todos veem o meu belo carro e sabem que ganho bem. Acabo me isolando, pois, além de não conseguir conversar com eles, ver todos felizes sendo uns fodidos na vida e gritando sem compostura me dá vontade de pegar meu chinelo e cinta e bater em todo no lombo! 

Outra coisa que me incomoda é a comida e bebida nessas festas. Os imundos só tomam suco de milho, que eles chamam de cerveja, assam carne barata e fazem aquele arroz com uva passa. Como sou requintado e sofisticado, carne para mim é só Picanha, Angus, T-bone e bife de chorizo. Cerveja eu só tomo elixir dos deuses (cervejas artesanais). Vendo aquele bando de gente ignorante, vestida de branco como macumbeiros, comendo comida ruim e bebendo cerveja lixo me dá vontade de puxar a toalha da mesa e derrubar toda aquela comida ruim, mijar no copo de cerveja deles e dar porrada em todo mundo! Por que não nasci em uma família de alto padrão aquisitivo, com avós, pais, tios e primos ricos, passando o final de ano em uma cobertura de alto nível em Dubai e tomando frisante custando 5k cada garrafa? 

Essa é uma festa de verdade. Esse cara vive verdadeiramente e não apenas sobrevive como você beta miserável! Será que ele é um diabista? Só o dinheiro salva o beta! 

Sim, betas, preferi ficar sozinho mesmo, eu, meus elixires dos deuses e meus cigarros de cereja. Até poderia passar com a Jynx, depois ir para casa com ela e degustar o seu corpinho gostoso a noite toda, mas não estava com a mínima vontade. Uma simples massagem peniana já resolveu esse problema, pois não sou carente de atenção feminina, como alguns blogueiros maricas chorões, conhecidos por serem esquizofrênico e desonestos. Na verdade eu estava triste mesmo, pensando em todas essas coisas que vos falei. Realmente quando você evolui demais, mentalmente, intelectualmente e financeiramente, é difícil você conseguir conviver com pessoas normais e acaba se deprimindo, inclusive tem várias pesquisas que provam isso, concluindo que pessoas muito inteligentes e evoluídas, como é o meu caso, têm tendência para a depressão e alcoolismo.

Enfim, fiquei triste e pensativo mais no começo da noite, pois depois que o efeito divino dos elixires dos deuses chegaram, juntamente com a sensação de tranquilidade e limpeza da alma que a fumaça sobrenatural dos cigarros de cereja trazem, não me senti mais sozinho, a sensação foi a de estar em outra dimensão junto com os maiores gênios da humanidade, então comecei a ficar reflexivo, ao mesmo tempo que tentava abandonar tudo o que era ruim, apenas me concentrando no que é bom e quais serão minhas metas para 2019. Sendo assim tracei os objetivos, que são os que seguem:

METAS DIABÍSTICAS PARA 2019


- Tentar uma promoção;
- Cuidar mais do meu físico;
- Aprender a falar francês (sou fluente em inglês);
- Fazer novos amigos, mas apenas pessoas de elevado poder aquisitivo e inteligentes
- Fazer uma viagem para a Europa (talvez leste europeu);
- Trocar de carro (quem sabe uma BMW ou Mercedes, o que acham?);
- Fazer algum tratamento médico, cirurgia plástica ou algo que possa me deixar menos horroroso;
- Renovar o meu guarda-roupa, investindo no meu estilo, elegância e sofisticação (pensei em contratar um personal stylist);
- Transar com damlux panicats, pelo menos duas vezes ao mês (nos outros dias podem ser mulheres nota 7);
- Treinar boxe, para dar bons murros em betas iludidos e extremistas;
- Fazer algum hobby novo;
- Degustar elixir dos deuses e charutos caros com mais frequência;
- Comer em mais restaurantes de alto nível, fazendo um verdadeiro tour gastronômico;
- Fortalecer a Filosofia Diabística e salvar mais betas do engodo da matrix e do manginismo. 

Espero cumprir todas essas metas em 2019, pois a evolução é uma das palavras-chave dos diabistas. Já imaginaram agora a vida de caras pobres e burros, casados com gordas fedidas e com 3 catarrentos feios e malcriados? Imaginem como deve ser a vida de merda não tendo um centavo no bolso, sendo escravo da esposinha, não tendo condições de viajar e nem de ter um carro bom como o meu? O que deve passar na cabeça desses excrementos? Quais devem ser suas metas para 2019 (se é que eles têm metas)? Enfim, não sejam assim, betas, escolham se desenvolver de forma diabística, abandonando todas as ilusões e extremismos e vivendo na mais completa racionalidade, pois não tem como não vencer assim! Nunca se esqueçam que só a Filosofia Diabística e o dinheiro podem salvar os betas! Dinheiro compra tudo, felicidade, conforto, luxo, viagens e mulheres. 

E vocês, diabistas, quais são suas metas para 2019?


Um abraço do Pobre-diabo aos diabistas e um cuspo na cara dos haters! 

domingo, 30 de dezembro de 2018

Um Pobre-diabo rejeitado pelas mulheres



Saudações, amigos diabistas! Esses últimos dias têm sido uma verdadeira loucura diabística a minha vida! Estava desde sexta a noite em transe diabístico, pois consumi doses cavalares de elixir dos deuses e dei continuidade no sábado todo. O motivo: precisava estravasar. Não sei o porquê, mas desde quinta percebi que a Jynx estava estranha. Na sexta chamei ela para sair à noite, ela desconversou. Quando chegou 17h ela mandou um texto grande falando que adorou me conhecer, mas que agora tinha outras prioridades na vida dela. Eu respondi que não precisava levar tão a sério e que poderíamos ser amigos, obviamente que eu estava tentando manter contato para poder continuar apreciando aquele corpo gostoso. Ela só falou que era melhor não conversarmos mais. Resumindo: devia estar com outro já. 

Eu só queria uma marmita na real, mas confesso para vocês que doeu um pouco tomar esse toco dela, não porque eu nutria algum sentimento, mas por ser tratado como insignificante e completamente substituível. Saí do trabalho e fui direto para o templo cervejístico. Comecei a beber o líquido sagrado conhecido como elixir dos deuses (cervejas artesanais) e resolvi chamar a Phoenix, minha milf executiva, para passar o fim de ano comigo, afinal, conversávamos todos os dias e pensei que estava tudo ok entre nós. Surpreendo-me ao ter como resposta que ela não poderia mais me ver e que teríamos que ser apenas amigos, pois havia ela reatado relacionamento com o corno do seu ex-marido. Macacos me mordam, seria maldição dos deuses esse azar logo no fim do ano? 

Uma raiva diabística tomou conta da minha mente, nem respondi elas e ainda bloqueei as duas, nem "feliz ano novo" vou dar para essas otarias. Será que é tão difícil para elas se relacionarem com um beta B mais feio que cu cagando? Comecei a beber ainda mais e até pensei em ir degustar alguma damlux (dama da luxúria), mas estava bom aquele ambiente acolhedor do templo cervejístico. Decidi ligar para um camarada que também é beta B para curtirmos a night. Fui para casa e preparei um visual destruidor: camiseta da Calvin Klein branca, com a gola V bem aberta exibindo um pouco meu peitoral chamativo, paletó slim preto por cima, calça jogger justa,  sapato mocassim, corrente e pulseira de ouro, relógio Tag Heuer e, só para variar, um chapel Fedora preto para dar aquela destacada no visual. Como meu amigo demorou para responder, tomei ainda mais duas doses de whisky em casa, enquanto tentava escrever algo para o reduto, mas já estava um pouco bêbado e sem saco nenhum. 

Tentei copiar esse estilo, pois imagem é tudo nessa vida. Só não sei se não ficaria melhor com a boina italiana

Enfim, chamei um Uber e fui à balada. Quando cheguei lá, meu amigo começou a rir do meu visual e falou que eu parecia um artista. Ele, por sua vez, estava vestido como um verdadeiro betoso: calça larga desbotada, camiseta larga vermelha e cheia de estampa, tamanho GG, sendo que ele deveria usar tamanho M, tênis surrado e cabelo sem pentear. Porra, o cara já é beta, portanto feio e ridículo, por que não cuida do visual pelo menos? Enfim, para nos destacarmos na balada, visto que por sermos feios demais somos repelentes naturais de mulheres e secadores natos de vaginas, compramos um combo de Vodka, que custou mais caro que meus presentes para as damlux, portanto precisava valer a pena! Com isso, fomos conduzidos para uma mesinha em um lugar de destaque. 

Fiquei por um tempo só observando as garotas dispensando a todo momento os caras. Elas não precisavam nem sair do lugar que vinham filas de homens até elas. Já imaginaram se suas vidas fossem assim, betas? Mulheres a todo momento querendo vocês, caixa de mensagens lotada de gatas querendo sua atenção, convites para jantar todos os dias, sem precisar pagar, e poder transar a vontade? Infelizmente essa não é a realidade de um homo betisticus, que não atrai a atenção de ninguém, aliás só causa repulsa e nojo nas mulheres. Se eu fosse um alfa com toda a certeza não teria tomado dois tocos ao mesmo tempo da Jynx e da Phoenix. 

Eu e meu parceiro acabamos com o combo e pedimos mais um, pois ainda estávamos tímidos na balada. No nosso lado apareceram duas garotas e sem perder tempo cheguei nelas e disse: - Oi, meninas. Antes que eu falasse qualquer outra coisa, elas já falaram de forma mal educada: - a gente está acompanhada, dá licença! Isso acabou comigo, não falei nada e voltei para meu lugar com cara de bunda. Quando eu olhei para meu amigo, ele estava chorando de tanto rir da minha cara, o que me deixou mais puto ainda. Mas como sou um diabista, não deixei nada me atingir, pois o que importa é a razão e não a emoção. Como sou orgulhoso e não queria ficar por baixo, queria pegar uma gostosa só para calar a boca do meu amigo beta. De repente visualizei uma novinha bem gostosinha, que estava com uma amiga feia do lado. Peguei um copo com uma dose e cheguei nas duas: - Oi meninas, querem tomar um drink com a gente ali e conversar? Tentei até falar de uma forma descolada, mas tive como resposta: - Não, obrigada, estamos bem aqui! Mais uma vez olho para meu amigo e ele está rindo de mim, maldito! 

É aí, betinha, acha que alguma gostosa assim na balada vai dar mole para você? Não adianta ter corpo inchado de mijo de rato (bomba falsificada) e nem estar com roupa de marca, pois elas querem mesmo são os alfas e caras de grande destaque social e financeiro

Realmente ir para a balada sendo beta é idiotice, pois não é um campo preparado para nós e sim para alfas e endinheirados que ficam nos camarotes vips, que chamam a atenção de todas. A TED (Teoria da Evidência Diabística) é muito fraca nesse ambiente, pois seu valor social não tem destaque algum, por não ser momentaneamente visual. Enfim, pagamos a conta (que dava para comer 2 damlux panicats deliciosas) e fomos embora. Cheguei em casa e comecei a escrever o post. Acendi um charuto e abri um whisky para dar mais inspiração, embora eu já estivesse bêbado. Depois deitei no sofá e apaguei, acordando somente sábado às 10:00 com uma ressaca fodida. Como acordei irritado, já enchi mais uma dose de whisky e acendi um cigarro de cereja logo de manhã. Peguei o celular e comecei a procurar algumas garotas que já sai e contei aqui no reduto, como a Mia, Mandy e Ria, mas ao olhar o perfil delas não aparecia suas fotos, provavelmente todas me excluíram da agenda ou me bloquearam. Será que sou tão repugnante assim? Desbloqueei a Jynx e quase mandei mensagem, mas me segurei para não parecer um beta desesperado. 

Enfim, chamei dois camarada para beber ainda de manhã e ficamos o dia todo tomando cerveja, tanto que não sei mais o que aconteceu o dia todo, pois minha consciência voltou mais ou menos às 22:00, hora que eu acordei caído bêbado ao lado de uma poça de vômito fedido na garagem da casa do meu amigo. Levantei e um amigo estava caído no sofá da sala e o outro no quarto dele. Por que só eu estava vomitado e caído na garagem? Enfim, chamei um Uber e fui cambaleando para casa. Até tentei escrever algo aqui no reduto mas estava muito mal. Mas pelo menos eu não estava triste, pelo contrário, estava feliz por ter curtido bons momentos com meus amigos, embora eu não lembre de quase nada. 

Depois de tudo isso, acordo hoje de manhã, ainda de ressaca, pego meu celular e vejo a seguinte mensagem da Jynx: - Oi Diabinho, você me desculpa por sexta? Eu estava muito confusa sobre a gente, porque eu gosto de você, então esquece tudo o que eu disse. Quer fazer alguma coisa hoje? Beijinhos! Fiquei com raiva vendo essa mensagem, porque é nítido que ela deve ter saído com outro e se arrependeu porque viu que deve ser um merda fracassado e não tem o meu poder financeiro e nem meu destaque profissional. Enfim, ainda não respondi ela. Não sei se dou um corte nela para honrar minha dignidade ou se finjo que nada aconteceu, só para manter um sexo garantido e hoje transar bem gostoso com ela. O que vocês diabistas fariam?



Um abraço do Pobre-diabo! 


Obs.: Terça-feira, dia 1° de janeiro, teremos o post especial de Ano Novo, retrospectiva de 2018 e metas para 2019. 

terça-feira, 25 de dezembro de 2018

O Natal de um Pobre-diabo


Boa noite, betas, quero antes de tudo desejar a todos que vão para a puta que pariu um FELIZ NATAL! Dou essas felicitações a vocês mais por protocolo mesmo, pois não curto essa data festiva, principalmente pelo seu apelo comercial e  por ser pouco voltada ao que realmente significa. O pior de tudo é que eu acabo participando das festas em família só para não ficarem enchendo o saco, pois minha vontade não era estar lá. Família infelizmente você não escolhe e o pior é que são laços que se mantém unicamente por terem o mesmo sangue, pois se assim não fosse, provavelmente eu não seria amigo de ninguém de lá e nem participaria de nada junto com eles. 

Definitivamente eu não gosto de festas de Natal em família, pois todos são muito diferentes de mim, eles não têm muita cultura, são pobres, sem muita instrução e mal educados. Colocam o som no último volume, tocando só música lixo e não têm postura de gente normal. Por exemplo, tenho uma tia gorda e louca que fica dando uns abraços nojentos, gritando e falando tudo errado, tipo: "Nóis é tudo assim memo", tenho dois primos que sempre foram semialfas e me zoavam por eu ser um betinha feio e covarde, mas hoje são dois fracassados na vida, casados com duas gordas, mas ainda ficam fazendo piadas com a cara dos outros. Tenho um tio que é alcoólatra, que já chega cambaleando e falando só merda, cuspindo na tua cara quando fala. Outros tios e primos que são uns Zé Ruelas chatos, primas feias e avó coitadinha que todos só a veem no Natal, pois a velhinha é pobre e não tem nada a oferecer. Meus pais não tem muito dinheiro, mas são os mais educados lá. A comida é uma merda, carne ruim e mal assada.

Eu queria estar deitado de conchinha de novo com a gostosa da Jynx, depois de um sexo selvagem, mas tive que ir para essa festa chata. Pensem em uma bunda linda! 

Enfim, pediram para cada um levar algo e eu disse que levaria bebidas. Comprei refrigerantes e levei 2 growlers de 2L de elixir dos deuses (cervejas artesanais). Foi a pior coisa que eu fiz, pois meus tios e primos escrotos tomaram o néctar divino fazendo cara feia e falando: "isso é coisa de veado, macho toma Skol e Brahma", dando risadas da minha cara. A minha vontade era falar que eles não tinham condições de tomar uma preciosidade dessas, feita para pessoas seletas e que não eram sofisticados como eu, mas não vale a pena humilhar quem já está fodido na vida. Pior ainda foi comer aquela carne assada ruim e dura, que nem contra filé velho com osso devia ser, e ver todos falando que estava uma delícia, pois estou acostumado a só comer carnes deliciosas de qualidade, como picanha, T-bone, Bife de Chorizo, Bife de Ancho e Short Rib. 

Como era de se esperar, mais uma vez perguntaram se eu estava solteiro. Eu respondi que estava saindo com uma garota. Mesmo assim tive que ouvir coisas do tipo: "ah, o Pobre-diabo nunca traz namorada, daqui a pouco ele aparece com um namorado aqui" e "onde já se viu ter 30 anos e ser solteiro, deve ser gay". Vendo aqueles fracassados falando isso me deu muita raiva mas me segurei e não falei nada para não estragar a festa. O que mais me irrita é ouvir isso da boca de ex-semialfas que hoje são uns coitados que não ganham a metade da metade do que eu ganho, andam com carro velho, têm ranhentos burros e esposas horrorosas que nem se me pagassem eu pegava. Ao invés de eles chorarem por estarem nessa condição, ainda acham que eu é que sou o errado!

Poderia ainda estar nessa praia de alto nível, no meio de pessoas seletas, tomando deliciosos elixires dos deuses e vendo gostosas de fio dental, mas tive que voltar para participar dessa festa chata

Fiquei a maior parte do tempo no meu canto isolado comendo, bebendo, mexendo no celular e às vezes conversando com a minha mãe, só para não deixar tão claro que eu estava odiando ficar ali. Mas o que eu podia fazer se nem conversar como gente eles sabem? Só falam de novela, futebol, opiniões políticas idiotas viciadas pela mídia e coisas chatas do cotidiano lixo deles. O que me deixou um pouco constrangido também é que a maioria lá não tem classe, usam roupas feias e chinelo de dedo, enquanto eu estava bem vestido, com uma camisa transada com botões fechados até a gola, calça Jogger bordô que vai até a canela, sapato mocassim sem meias, corrente de ouro, relógio Tag Heuer e boina italiana, sem contar que cheguei com meu possante diabístico que chama a atenção. Percebi que ficavam me olhando diferente e fazendo alguns comentários maldosos, principalmente porque eu sempre fui beta, escroto e brega, mas hoje estou mais descolado e sofisticado.

Foi difícil aguentar, mas fiquei quieto lá, evitei de falar a verdade na frente dos símios de que eles fracassaram na vida, mesmo a vontade sendo grande. Eu estou pensando em viajar ao exterior nos próximos dias de Natal, daí não preciso participar e tenho certeza que nem farei falta também. A parte mais chata para mim foi a hora que deu meia noite e chegou o Natal, todos gritando, batendo nas mesas, meus tios e primos soltando rojões insuportáveis, que eu queria estourar não meio da bunda deles. Depois todo mundo começou a trocar abraços, dando feliz Natal e dizendo: "que você seja feliz e que todos os seus sonhos se realizem" e eu constrangido, porque não consigo mentir para eles e gostaria na verdade de falar: "que você tenha um péssimo Natal e que você algum dia acorde na vida e deixe de ser um fracassado!".

"Pedezinho", por que você não veio passar o Natal com a gente, seu bobinho? Era só você trazer nossos presentinhos de Natal que nós faríamos sua noite muito feliz! 

Fiquei a maior parte do tempo no meu canto me sentindo mal, pois é realmente dificil aturar a convivência com pessoas assim, sendo necessário eu tomar praticamente os dois growlers sozinho e mais duas caipirinhas que fizeram lá para eu não sair do controle e acabar dando porrada em todo mundo. Definitivamente eu pretendo me afastar deles e não participar mais dessas festas, no máximo faço algo apenas com meus pais. Não sei se eu sou o chato ou eles que não evoluíram, mas não dá mais para mim ficar no meio de pessoas pouco instruídas e de classe social inferior. Não ter dinheiro não é o maior problema, o pior é não terem educação, respeito, postura, cultura e inteligência. Nunca que eu apresentaria eles para a Phoenix, que é uma mulher de alto nível.

Mais tosca ainda foi a parte do Amigo Secreto. Todos fazendo macaquices sem graça e dando gargalhadas, enquanto eu estava com o mesmo semblante que demonstrava estar completamente entediado. A sorte minha foi que eu dei um jeito de não entrar na brincadeira, pois odeio participar dessas bobagens. Os presentes eram um pior que o outro, só coisas vagabundas. Com certeza eu iria me dar mal, pois daria algum presente de qualidade, compatível com a minha renda, enquanto ganharia qualquer porcaria de lojas lixosas. Por fim, esperei todos estarem entretidos com a brincadeira e saí de fininho para ninguém me ver. Totalmente desgastado e já um pouco bêbado, a única coisa que eu quis foi deitar na minha cama e dormir.


Enfim, desejo a todos ótimas festividades e que aproveitem bem esse dia. Eu estou indo almoçar em um restaurante de altíssimo nível com meus pais, pagarei a conta e já entregarei o presente deles. Contando o valor dos presentes e o que vai dar a conta do restaurante, vai custar mais do que o Roliço e o Passarinho fedido ganham por mês (1,5k). Mais um motivo para eu ter  ainda mais raiva do Natal, pois poderia gastar esse dinheiro  transando com duas damas da luxúria extremamente gostosas e tomando um delicioso frisante refinado. Mesmo assim, meus pais merecem por aguentar um beta traumatizado com uma mente doentia igual a minha.


Um abraço do Pobre-diabo!