sábado, 31 de março de 2018

Vale a pena ter uma vida frugal para ficar rico?



Muito já se falou da diabosfera sobre economizar, investir e empreender objetivando uma boa renda passiva no futuro ou mesmo uma vida idílica possuindo Camaros e loiras gostosas ao lado. Observa-se uma infinidade de analistas e consultores financeiros em sites, blogs, redes sociais e YouTube, dando suas dicas "infalíveis" de como se ficar rico poupando e investindo (mesmo esses caras sendo uns completos fracassados). 

As dicas e contas sempre são as mesmas: economizar, evitar pagar juros e investir em títulos que deem o maior retorno possível. A partir daí temos várias dicas que vão desde as normais até as mais toscas, como por exemplo, abrir mão de tomar um cafezinho por dia e investir esse valor fará você ter mais de 200k em 30 anos. Em cima desse exemplo vários outros seguem a mesma lógica: deixar de comer fora, não ter carro, não ter casa própria, pagar aluguel ao invés de financiar, importar coisas, comprar pela internet, comprar coisas usadas etc, etc e etc.

A real é que esses estudos sugerem uma mudança nos gastos com o objetivo de reduzi-los e aplicar o que foi poupado com juros compostos atrativos. A menos que a pessoa seja retardada mental, não há nada de espetacular nessas conclusões, são na verdade óbvias até demais. O que acontece é que a maioria das pessoas são materialistas e consumistas, colocando todos os seus sonhos e vontades em cima de bens materiais visando, principalmente, o exibicionismo para se obter aceitação pessoal e dos outros. Torram tudo o que tem e ainda se endividam, consultando depois esses "especialistas" que dizem o que devem comprar ou não.

Dá para ter pequenos prazeres sem gastar muito. Estou falando do churrasco, betas, porque essa gostosa aí não deve ser nada barato... 

Indo direto ao ponto agora, vale a pena levar uma vida frugal com o sonho de ficar rico no futuro? Eu diria que vale a pena sim, desde que você não viva como um mendigo retardado e que não fique passando vontade em tudo, porque senão de nada adianta ter mais dinheiro no futuro mas ter sacrificado os melhores anos de sua vida e querer curtir a grana depois de estar velho, feio, careca, pançudo, fraco, broxa, com artrite, osteoporose e diabetes. Eu defendo que o beta deve sim poupar e investir visando o futuro, porém não pode abrir mão de bens essenciais que fortalecerão seu psicológico e darão uma boa qualidade de vida. A própria psicologia explica que quanto mais papéis sociais você tem mais feliz você é, então não fique trancado dentro de casa e vá se divertir, beta! 

Eu considero que vivo de certa forma uma vida frugal. Procuro sempre comprar roupas boas, duráveis e baratas, evitando marcas, compro itens de qualidade usados e já depreciados (como eletrônico), como em lugares com bom custo benefício e não sempre, pechincho ao máximo tudo que vou comprar, evito comprar coisas supérfluas, não compro itens de consumo para exibição (acho isso muito idiota) e não pago juros de forma alguma. Por outro lado, considero uma burrice extrema você abrir mão de fazer coisas que te farão feliz hoje para curtir apenas depois dos 60 anos, quando a vida já ter perdido o seu brilho. Isso não quer dizer que você deva sair por aí gastando tudo, mas que o mínimo conforto deve ter sim.

Sendo assim, as coisas que eu considero que o beta jamais deve abrir mão de ter é fazer, mesmo que consuma um pouco de seu orçamento e atrasem em certo tempo sua independência financeira, objetivando sua saúde mental e qualidade de vida, são:


- Carro: item indispensável para um beta. Garante conforte e transas. Mulheres têm nojo e veem como fracassado caras que andam de ônibus ou que têm moto velha. Quanto melhor o seu carro melhor você será visto e mais respeito ganhará, tanto de homens como de mulheres. É claro que você não deve se enfiar em dívidas para ficar andando de carrão, mas pelo menos um carro para te dar um pouco de conforto você tem que ter. Um homem com mais de 20 anos sem carro não pode ser chamado de homem. 


- Hobby: o beta tem que ter ocupações que façam bem para sua mente e corpo. Eu faço musculação, luta e jogo futebol no momento, atividades que eu considero másculas e viris. Não inventem de fazer aula de dança, porque isso é coisa de beta abobalhado e fracassado. Lutas como Kung Fu, Hapkido, Ninjutsu e outras com espadas são ridícula, não faça isso pelo amor de Deus, não de motivos para ser chacota dos outros, isso é coisa de beta abobado. RPG, Magic e Games são coisas vistas como de beta bobão, então se você gosta disso faça escondido e não fale para nenhuma mulher para não causar nojo nela e ser visto como um cara infantil. 


- Cervejas: esse é um dos principais itens da minha lista, sendo necessários para minha sanidade mental, pois sem esses elixires eu não seria feliz. Elas elevam minha mente para outra dimensão, acalmam essa minha mente doentia e me deixam mais social. Cigarros são bons acompanhamentos, embora não necessários.


- Boas comidas: se tem algo que eu não abro mão é de comer bem. Não quero dizer que é necessário frequentar restaurantes caros, mas sim comer boas comidas. Pense que você poderia estar gastando isso com remédios se estivesse esse doente, então aproveite sua saúde para comer bem! Não sou de comer essas comidinhas frescas gourmet, adoro carne assada, lazanha, hamburgueres e pizza, gastando o que for para comer isso e ser feliz. 


- Mulheres: com relação a elas estou considerando-as como item de consumo mesmo, ou seja, para serem degustadas e no máximo proporcionarem uma boa companhia em determinados momentos. Arrumar namoradinha e esposinha para suprir carências infantis é coisa de beta fracassado e mangina. Eu só penso em sexo, por isso considero as damas da luxúria neste item. Como tenho excesso de testosterona no meu corpo, eu penso em sexo o tempo todo, então as damas são necessárias para mim e tenho consumido elas toda semana, dependendo gastos consideráveis para elas. No final você vai perceber que elas são mais gostosas, transam melhor, não brigam com você e ainda irão custar menos que um relacionamento. 

Esses itens para mim são indispensáveis para minha felicidade. Dirigir meu possante depois do trabalho e parar num barzinho para me refrescar com uma deliciosa cerveja acompanhada de um hambúrguer artesanal com muito bacon não tem preço! Depois disso, fechar a noite degustando uma loira deliciosa, com uma bunda maravilhosa sentando no membro gigante diabístico é simplesmente sensacional (como foi a gostosa que comi ontem). Vale a pena poupar e investir? Com toda a certeza, mas viver a vida é importantíssimo, afinal, não vamos viver para sempre e de nada adianta querer curtir quando estiver velho e seu pau não subir mais.

Não estou aqui pregando que você deve viver uma vida carpe dizem, pelo contrário, você deve se desenvolver ao máximo, trabalhar muito e ganhar muito dinheiro para poder investir sempre mais. O que você não deve é esquecer de aproveitar os momentos da melhor forma possível, sempre considerando o melhor custo benefício. Foque suas finanças para ter um futuro tranquilo e de conforto. Não seja como alguns caras por aí que torram tudo o que tem em bombas falsificadas, comprometem sua saúde e suas finanças e para piorar gastam tudo o que tinha guardado abrindo uma lanchonete na garagem da mamãe no subúrbio, sendo que é óbvio que vai falir isso. Seja inteligente, racional e curta sua juventude!


Um abraço do Pobre-diabo! 

quarta-feira, 28 de março de 2018

O passado de um pobre-diabo que se considera um vencedor


Hoje me peguei pensando sobre o tempo, o que passou, o presente e o futuro, refletindo sobre minha condição atual e o que poderia ter feito diferente. Sob o efeito divino de um saboroso Whisky, estava eu na varanda, sozinho, olhando para o céu estrelado, ouvindo minha respiração e soltando baforadas de charuto cubano no ar, vendo a fumaça se esvair rapidamente, tal qual nossa vida efêmera, deixando o seu gosto amargo, ruim e fedido na boca. Já estava bastante relaxado depois de ter feito um sexo delicioso com uma dama da luxúria algumas horas antes e, depois de consumir estes itens nos concedido pelos deuses, estava ainda mais relaxado e reflexivo. Se pensarmos bem, às vezes pequenas atitudes, ações ou variáveis do passado talvez pudessem ter feito o nosso presente ser completamente diferente, como por exemplo, ter tomado atitudes diferentes, ter namorado uma garota diferente, ter conhecido outras pessoas, ter aproveitado oportunidades únicas, ter feito uma faculdade ou curso diferente ou não ter sido um beta tão escroto e covarde.

Guardo lembranças terríveis em minha mente que até hoje me atormentam. Se eu pudesse ter um desejo concedido, com certeza seria voltar no tempo e me encher de porrada e cusparada, pois eu merecia isso mesmo. Lembro de como eu era um adolescente nerd, abobalhado e cuzão. Eu era tão nerd que uma vez conheci uma garota que também era nerd, mas estilo alternativa gostosinha, que me chamou para ir de tarde a casa dela, só nós dois, pois por ironia do destino nos demos bem um dia e ela deveria estar carente naquele momento, oportunidade única para um beta introvertido e virjão. Porém, sabem o que eu fiz, betas? Ao invés de pegar ela de jeito, como qualquer alfa ou semialfa faria, fiquei a tarde toda jogando RPG com ela e nada mais que isso. Na semana seguinte fui encontrar ela no trabalho e fui tratado como um amiguinho assexuado bobão, tendo depois chegado um gordinho marrento e a pegar na minha frente. Confesso que fiquei sem ar naquela hora e segurei para não chorar. E isso não aconteceu uma vez só, foram várias vezes que eu conhecia alguma garota que eu estava afim (geralmente feia) e os alfinhas só para me humilhar me chamavam de “viado” e pegavam elas na minha frente, deixando-me com cara de fraco, fracassado e cuzão.

Lembro também de como eu era sempre o beta bobão e nerd que colocava o nome dos alfas nos trabalhos que eu fazia sozinho, achando que seria amigo deles e me enturmaria, quando na verdade eles só se aproveitavam da minha burrice e ainda me zoavam na frente de todo mundo. Um dia eles marcaram de se reunir em um domingo de manhã na casa de um deles para fazer um trabalho que valia a metade da nota de uma matéria, dando mais de 2 horas de ônibus da minha casa. Combinamos de se encontrar num terminal, mas só eu fui, pois eles foram jogar futebol e sair com algumas meninas, mesmo sabendo que eu estava lá. Fiquei 2 horas lá esperando e tentando ligar para eles, os quais não atenderam. Cheguei quase às 16h em casa, chorando de raiva e com fome, mas fingi que estava tudo bem para minha mãe e passei o dia fazendo o trabalho sozinho. No dia seguinte, eles vieram até mim, começaram a rir e pediram desculpas. Eu, como um bom beta escroto e covarde, dei uma risada amarela e coloquei o nome deles no trabalho e ainda fui zoado por eles no recreio na frente das meninas.

Eu poderia estar no lugar desse beta se não fosse a Filosofia Diabística me salvar... 

Com relação à faculdade e minha trajetória profissional, mesmo tendo percorrido um caminho difícil e extremamente estressante,  somado a rejeições e humilhações inerentes a qualquer beta B, não sou frustrado quanto a isso, pois hoje tenho uma boa remuneração. Não fico me cobrando se eu poderia ter feito Medicina, pois eu não possuía condição nenhuma de fazer esse curso que é extremamente concorrido e que só passam riquinhos altamente decorebas que não precisam trabalhar, passam o dia todo estudando e só passam depois de três anos de cursinhos poderosos, os quais nem eu e nem meus pais tinham condição de pagar. Não me cobro, também, de não ter passado em concurso fodão de juiz, promotor, delegado etc, pois além de serem concursos quase impossíveis de passar, disponíveis apenas para mentes avantajadas que estudam 10 horas por dias durante 5 anos, eu odeio a faculdade de Direito e caso não passasse em nenhum concurso (e não passaria) teria que viver na miséria, ganhando 1,5k por mês como os advogados explorados por aí e não adianta achar que eu seria um Djalma Rezende, pois um beta introvertido, inocente, feio, sem contatos, sem dinheiro e sem habilidades sociais jamais sobreviveria neste mercado cruel e altamente competitivo.

Pelas minhas condições betística eu poderia ter passado a vida chorando e me lamentando, mas não foi o que fiz, diferente disso, por me terem sido abertos os olhos para a Filosofia Diabística ainda muito cedo (mesmo ela ainda sendo um embrião na época), em tempo pude abandonar extremismos e ilusões e ser completamente racional em minha vida. Se não tivesse feito isso, é bem provável que eu seria um beta iludido como nosso conhecido aqui do reduto que com 30 anos na cara usa roupas de adolescentes estilo Justin Bieber, prejudica sua saúde com o uso abusivo de anabolizantes falsificados com o objetivo de se exibir e que só o deixam inchado e roliço, estaria namorando uma favelada magricela de 35kg e sem bunda, e teria pego o dinheiro do FGTS de entregador de pizza e aberto uma lanchonete fracassada imitando estilo gourmet de forma tosca na garagem da casa da mamãe em um bairro da periferia. Ou, ainda, poderia investir R$5.000,00 junto com mais 6 sócios burros e pobres e teria aberto uma barraca de cachorro-quente, sendo que é obvio que não dará retorno nenhum isso, sendo mais provável que acumule prejuízo, ainda mais dividindo a pífia receita com mais 6 pessoas sem dinheiro e sem conhecimento algum de finanças e empreendedorismo, como fez um beta mentiroso e burro que todos conhecem. Isso só demonstra como a falta de inteligência e estudo, aliados com uma mente extremista e iludida só levam o beta a fazer burradas e perder dinheiro e tempo.

Eu atualmente em uma de minhas festinhas semanais. Como está a vida aí, alfinha que me humilhava no passado? Está fácil sustentar a gorda da tua esposinha e os catarrentos mal educados com os teus dois salários mínimos? 

Por mais que muitos critiquem meu estilo de vida boêmio e eu viver em função do trabalho, o que importa de fato para mim é o quanto eu ganho, que considero ser uma quantia relativamente alta se comparado com o resto da população brasileira (e até de muitos outros países). Enfim, acabei escolhendo um curso em uma federal com bom mercado e que me possibilitou crescer profissionalmente, obviamente com muito esforço e especialização. Ainda mais importante que isso, fortaleci minha mente traumatizada e doentia de beta, não me iludi com sonhos impossíveis de acontecer, como os casos dos dois sujeitos pouco inteligentes que citei acima, tampouco me iludi com relacionamentos imbecis, o que evitou que hoje eu fosse um beta frustrado casado com uma gorda feia, peluda, mandona, e com 2 filhos e um enteado, sendo o provedor de todos, vivendo uma vida de merda, pobre, assexuada, medíocre e sem nenhum prazer. Hoje, além de um bom conforto, tenho tranquilidade e dinheiro para pagar por meus prazeres carnais.

Considero-me um vencedor? De certa forma, sim! Considerando que hoje tenho um bom patrimônio, boas condições financeiras, uma vida tranquila de solteiro, sem filhos, livre para fazer o que quiser, podendo consumir doses cavalares de elixir dos deuses (cervejas artesanais), charutos e cigarros de cereja, podendo transar com lindas damas da luxúria e sendo o precursor da Filosofia Diabística, posso me considerar um vencedor sim, pois não é nada fácil um beta B ridículo e pobre como eu era conseguir tudo isso. Deixo claro aqui que o amor e consideração pelo dinheiro e poder me fizeram abandonar sentimentalismos e pensamentos estabelecidos, como a obrigação em casar e ter filhotinhos, de torrar dinheiro com financiamentos, viagens, saídas e presentes caros ou vivendo como a manada por aí, endividando-se para ter curtos momentos de prazer e longos períodos de sofrimento pagando dívidas. Entendam de uma vez por todas caso queiram ser felizes, o certo é focar sua vida completamente em si mesmo, pensando somente em seu prazer, conforto, tranquilidade, paz e sucesso, pois ninguém vai te dar isso, apenas você. 

Por fim, vale destacar as grandes verdades da vida, que devem estar cravadas e guardadas para sempre em vossas mentes:

- “Amor não existe. Mulheres só querem dinheiro e conforto”;
- “Dinheiro traz felicidade SIM, compra carros, viagens, bebidas e mulheres”;
- “Não existe dinheiro fácil”;
- “Só o dinheiro pode salvar o beta”.


Um abraço do Pobre-Diabo!

sábado, 24 de março de 2018

Como virar milionário (sendo um beta)?


Post publicado em 19 de julho de 2017
________________________________

INTRODUÇÃO


De um tempo para cá, temos visto uma quantidade enorme de pessoas falando de sucesso, citando exemplos de pessoas que ficaram ricas. Alguns betas, impressionados com esses pseudovencedores, ficam pedindo que eu desenvolva alguns métodos diabísticos de como ficar rico e vencer na vida. Para embasar seus argumentos, alguns betas iludidos ficam dando exemplos de médicos, atores globais, jogadores de futebol, juízes, promotores e delegados. Isso me irrita demais, pois para esses imbecis até parece que é tão fácil assim vencer na vida, ficar rico e virar Alfa sendo um beta B, mais feio do que cu cagando, autista, pobre, que só estudou em escola estadual e que sofreu a vida toda bullyings, misobetia e betafobia!
Entretanto, caros betas, como fui desafiado por alguns, que dizem que sou pessimista demais, desenvolvi esse post que vai te ensinar a ficar milionário (de forma lícita). Isso mesmo, eu irei te ensinar a ficar rico e poderoso, bastando para isso seguir um dos cinco caminhos a seguir:


1. Aposte na loteria

Uma das formas mais fáceis de vira milionário da noite para o dia, saindo de sua vida de pobre fracassado para alguém rico e poderoso é ganhando na loteria. A probabilidade de você ganhar na Mega Sena, por exemplo, não é tão difícil, é só uma em cinquenta milhões. Basta acreditar, não é mesmo? Tá perdendo tempo porque? Vai apostar logo, beta imundo, pois gostosas de fio dental, Ferraris, Lamborghinis e mansões nos Jardins te aguardam!



2. Case com uma mulher rica

Isso mesmo, beta, jogue todo o seu charme de beta imundo em uma mulher rica e de preferência gostosa, para que você não se enjoe dela. Não esqueça de casar com comunhão universal de bens para ficar com metade da fortuna dela. Tenho certeza que elas vão se apaixonar pelo seu jeito desengonçado tipo o Batoré e a sua cara horrorosa mais feia que cu cagando. Dicas: só case com ela depois de olhar seu contracheque, conta bancária e carro. Se ela ganhar R$100.00,00 por mês, tiver R$5.000.000,00 na conta bancária e no mínimo um Mustang GT, você poderá casar com ela com comunhão universal de bens sem arrependimento algum.



3. Desenvolva um aplicativo

Crie um app que revolucione a tecnologia, afinal, isso é fácil e está ao alcance de qualquer pessoa. Olhe aquele Mark que criou aquela rede social idiota. Ele é um como qualquer um de nós, só teve uma ideia boa na hora certa. Para que trabalhar se você pode criar um aplicativo e vender ele por milhões, não é mesmo? Nem deve ser tão difícil assim...


4. Comece a cantar Funk e vire um Mc

Com seu estilo único, que chama a atenção por ser o diferentão no meio de todo mundo, com toda a certeza você ficará famoso e virará um imã para ganhar dinheiro e para atrair mulheres gostosas. Mc Beta B, que tal esse nome artístico? Imagine você, com seu carrão, suas correntes de ouro e muito dinheiro no bolso, andando com tem loiras lindas de bunda redonda e enorme! Não precisa ter um vocabulário muito amplo para criar suas letras, basta colocar as palavras "senta", "bunda" e "novinha" na sua música que ela fará sucesso, internacional inclusive.


5. Crie uma invenção

Após criar sua invenção já faça a patente dela. É muito a fácil criar algo que ninguém tenha pensado, basta usar essa sua mente de beta, que sempre venceu na vida e nunca sofreu bullyings. Depois disso, divulgue a sua criação e aguarde que alguém com certeza irá pagar uma fortuna por essa invenção e o direito de usar ela. Mas atenção, invente algo que seja útil e fora do comum e só o venda por mais de R$10.000.000,00 para que você tenha dinheiro suficiente para ter uma vida de rei e nunca mais precisar trabalhar.

CONCLUSÃO

Obviamente que eu fui extremamente sarcástico nos passos para ficar rico e poderoso que citei acima, beirando ao ridículo até. Foi só para descontrair um pouco e mostrar que não devemos ser iludidos e extremistas, pois o poder e a riqueza foram feitos para pouquíssimas pessoas. Podemos ganhar um bom dinheiro sim, porém, ficar rico como o Neymar ou poderoso como o Dan Bilzerian, comendo muitas gostosas, já é exagero, ainda mais para seres como nós, sem atrativos nenhum, complexados e invisíveis na sociedade, por isso que me irrita demais ver betas asquerosos se achando especiais e sendo extremistas. Juro que se um babaca assim estivesse na minha frente agora iria tomar uma cabeçada na boca e perder todos os dentes da boca. Saibam que o que necessitamos sim, antes de tudo, é nos desenvolver de forma diabística, buscando sempre o equilíbrio e a racionalidade.

Devemos sempre sonhar com os pés no chão e saber aonde que podemos chegar com nossas capacidades, conhecimentos, network e esforço. Não existe dinheiro fácil, como pregam por aí e alguns otários repetem aqui, assim como ter o corpo fitness de famosos é extremamente difícil para betas sem grana (como um bem conhecido por nós) ou enriquecer através de empreendimentos não tendo um capital inicial razoável (primeiramente porque o retorno sobre o capital investido é muito baixo, geralmente em torno dos 5%, e porque a grande maioria entra em falência antes dos dois anos). Não se iludam, betas, antes disso, analisem as possibilidades.

Portanto, betas, estudem muito e escolham bem o caminho que irão trilhar (caso sejam jovens e não tenham escolhido o que vão fazer da vida). Se você já tem mais idade, faça cursos, estude, desenvolva seu lado social e aumente o seu network. Guarde e invista o máximo que puder, pois é a forma mais fácil e segura de ganhar dinheiro e garantir o seu conforto futuro (lembrando que uma vida confortável e acima dos padrões normais você só terá após os 45 ou até 55, caso seja um mero mortal como esse beta aqui). Por fim, lembre que se desenvolvendo de forma diabística, de forma racional e lógica, evita que você se frustre, pois estará vencendo a vida com os pés no chão e não sonhando com uma vida ilusória que jamais terá. No mais, aguardem que em breve farei um post sobre profissões para betas, que irá revolucionar o mundo betístico-diabístico!


Um abraço do Pobre-diabo!

quarta-feira, 21 de março de 2018

Como ter cara de pobre faz você não ser respeitado



Saudações diabísticas, camaradas. Esse início de semana foi bem puxado no trabalho e eu tive que me virar com relatórios e várias correções de projetos em casa. É claro que isso me estressou muito ao ponto de eu virar uma chaminé ambulante de tantos cigarros de cereja e menta, além de charutos cubanos que fumei. Para me acalmar ainda mais tomei o refresco que alivia a alma, o elixir dos deuses ou, tão somente, cervejas artesanais. Tenho bebido e fumado todo santo dia, acredito que seja por isso que ainda não pirei de vez. Pelo menos já aceitei minha condição de beta B mais feio que cu cagando, brega, sem graça, uma mistura de Batoré com Cerveró, com uma mente doentia fruto de uma vida de humilhações, bullyings, misobetia e betafobia. 

Já falei várias vezes aqui que como eu tenho uma mente autista, desenvolvi uma capacidade elevadíssima de observação, racionalidade, lógica, reflexão e criação de métodos, tanto na parte profissional, obtendo bastante sucesso com isso, como na parte pessoal. A famosa Filosofia Diabística é fruto de árduos estudos científicos sobre a Betologia (estudo sobre os Betas) e o Diabismo, trazendo um arcabouço teóricos riquíssimo em detalhes para melhorar a vida de todos os betas sofridos como eu, que passaram a vida sofrendo humilhações, repulsas e desejos não satisfeitos. Enfim, um ponto que eu gostaria de destacar aqui e que causa uma importante discussão é como as pessoas fazem um diagnóstico completo de você apenas pela imagem que você passa ou simplesmente como elas te veem. Em poucos segundos já fazem um relatório completo de como você é e baseiam o seu tratamento nisso. 

Por exemplo, hoje eu fui a um barzinho perto da minha casa tomar um elixir dos deuses e comer uma porção. Fui vestido com uma bermuda que antes era uma calça social e eu cortei na parte do joelho, sapatênis, meias pretas finas na altura da canela e uma camisa social azul. Passei por 3 garotas que estavam juntas e dei um sorriso seguido de um "boa noite", sendo ignorado por elas (talvez tenham me achado um tiozão pobre e tarado). Aquilo me deixou irritado, sei que ninguém é obrigado a ficar olhando para coisas horrorosas e nojentas por aí como minha cara de beta B, mas educação nunca é demais. Fiquei irritado e fui para o canto do bar. Chegaram mais duas amigas e eu já aproveitei para tentar puxar assunto com elas e disse: "oi, meninas, aproveitando para tomar aquela cervejinha depois do trabalho?", na hora elas começaram a rir, não sei se era de mim ou porque lembraram de alguma piada interna delas. Elas só acenaram com a cabeça e viraram de costas já me isolando da conversa delas. Aquilo me irritou ainda mais e acenei para o garçom para me trazer uma cerveja. O desgraçado fingiu que nem viu e foi atender todo mundo menos eu. Eu era invisível ali.

Foi assim que eu me senti nesse bar... 

Paguei a conta e fui embora. Obviamente que eu notei que qualquer avô estaria vestido de forma mais descolada do que eu, além de parecer um pobre coitado sem ostentar relógio, pulseiras, carro, boa aparência e boas bebidas/porções. Cheguei em casa e vesti uma calça jeans e camiseta polo de marca mais justos (na moda), passei um gel no cabelo e joguei tudo para trás, coloquei um relógio dourado que eu nunca uso porque tenho vergonha de parecer um cafetão e uma pulseira de prata no pulso. Fui a um barzinho que a frente é toda com janelas e da para estacionar o diabo-móvel na frente, justamente para os brotos verem. E lá chego eu, estaciono o possante e caminho até a entrada. Instantaneamente já percebi alguns olhares malignos de desejo vindo de algumas garotas. Antes de entrar, acionei novamente o botão de alarme do carro para que todos vissem que era meu, peguei um cigarro de cereja e comecei a fumar de forma descolada.

Depois entrei no bar cuidando da forma como andava para não parecer um nerd abobalhado e escolhi uma mesa estratégica que me deixava com a visão livre para outras mesas com garotas. Pedi um Dry Martini com azeitonas e um combinado de sushi e sashimi, produtos mais caros do menu, para chamar a atenção. Não sei se minha mente doentia e altamente viciada em pornôs me fez pensar errado, mas senti vários olhares sedutores vindos para mim. Com certeza ali eu era visto e chamava a atenção. O pior foi que tive que tomar aquela merda e comer a comida japonesa, os quais eu odeio, óbvio que comi com elegância, mas controlando para não fazer cada de nojo. Percebi que em uma mesa tinha uma morena gata, nota 7, idade aproximada de 23 anos, olhando disfarçadamente e na outra uma outra de cabelo castanho, talvez nota 5, uns 27 anos, mas com um belo decote apetitoso olhando ainda mais. Como sou um estrategista, fui pelo caminho mais fácil e comecei a olhar discaradamente para a segunda, que correspondia ao olhar, mas desviava a todo momento. Tomei mais uma caipirinha de morango que veio com aqueles guarda-chuvinhas e quase chamei a garota, mas temi que ela não quisesse vir por causa de suas duas amigas. 

Então chamei o garçom, que prontamente me atendeu com respeito, pedi uma caneta, escrevi meu telefone em um guarda napo e pedi para entregar para ela. Pedi a conta e fui embora, mas antes passei por elas e disse um "boa noite meninas", as quais começaram a rir e responderam com boa noite também, porém dessa vez tenho certeza que elas responderam com respeito e talvez até um certo desejo em flertar comigo. Passei por outra mesa e ainda dei um sorrisinho para uma loirinha, que só me olhou e não respondeu (senti que ela ficou envergonhada, pois não esperava isso), mas deve ter se molhado toda naquela hora. Lá fora acendi mais um cigarro e fumei me sentindo um Don Juan, dando algumas olhadinhas disfarçadas para dentro do bar, tendo certeza que estava causando ali. Para fechar como chave de ouro, entrei no devil's car, baixei os vidros, coloquei um Heavy Metal no último e vazei para terminar de enxarcar as vaginas das garotas daquele recinto. 

Gatinhas louquinhas para experimentar um verdadeiro macho diabístico viril

Comecei a refletir sobre como a imagem que passamos é importante para definir o que pensam ao nosso respeito. No primeiro bar eu não ostentei, estava vestido de forma brega, ninguém viu meu carro e comprei apenas cerveja, tendo recebido desprezo de todos; no outro eu fui vestido de forma poderosa, ostentei meu carro, bebidas e comida japonesa e fui descolado, tendo recebido um tratamento completamente diferenciado das mulheres e até do garçom. O que quero deixar claro é que a imagem conta muito em todos os lugares. No trabalho, se você não falar alto, com autoridade, se vestir de forma elegante e responsável, demonstrar conhecimento e ser sociável, você nunca irá vencer. Nos meios sociais, se você não se enturmar, ser sociável e demonstrar poder, jamais será bem quisto. Com as mulheres, se você não demonstrar que tem dinheiro e poder proporcionar conforto, emoções e prazeres, não será atrativo para elas. 

Nada disso tem a ver com a merda de jogo social ou de PUA e sim de como só o dinheiro e o poder podem mudar a sua condição e te salvar. Você até pode ostentar coisas falsificadas ou emprestadas, no entanto, no segundo encontro quando a pessoa ver realmente quem você é irá te descartar como um papel higiênico sujo de bosta na privada, mostrando o que verdadeiramente você é. Enfim, ainda estou esperando a mensagem da garota que passei meu telefone. Estarei como um predador na espreita esperando sua presa dar algum mole para ser devorada, afinal, eu só penso nisso. Romancesinho de merda e sentimento de ser amado por um amor verdadeiro é coisa de beta fedido matrixiano e mangina que causa nojo em qualquer mulher e raiva em mim ao ponto de eu chegar a agredir com cotoveladas na cara. Por fim, não canso de dizer: só a Filosofia Diabística e o dinheiro podem salvar o beta!


Um abraço do Pobre-diabo! 

sábado, 17 de março de 2018

A verdade nua e crua sobre as mulheres: não se iluda!


INTRODUÇÃO

O que motivou a escrever este texto foi a quantidade de comentários extremistas e iludidos recebidos tanto no reduto internacional diabístico como no meu e-mail. Alguns comentários me tiraram realmente do sério e ontem mesmo eu ataquei um copo cheio de elixir dos deuses (cervejas artesanais) na parede depois que vi um conhecido beta C falando que só pega novinhas gostosas, como se ninguém soubesse que ele é um virjão isolado e rejeitado até por tias gordas cheias de rugas e de dente amarelo. Depois eu me arrependi e até pensei em lamber o chão para não desprezar aquele liquido divino concedido a nós mortais pelos deuses. Enfim, acendi um cigarro de cereja para me acalmar e voltar a refletir sobre este importante tema. A verdade é que as mulheres não gostam de nós homens pelo que nós somos e sim pelo que oferecemos, confirmando a sua natureza completamente utilitarista e materialista.

Sexo para elas é uma moeda de troca de acordo com o que elas consideram que merecemos e o que vai gerar (ou gerou) de retorno (com exceção de alfas poderosíssimos, aos quais elas dão gostoso sem o mínimo de esforço deles, algo fora de cogitação para betas escrotos como nós). Essa historinha de jogar o jogo social, usar técnicas PUAs, ser engraçadão, agir como líder, fazer charmes, falar grosso, demonstrar segurança etc é conversa para adolescente cabaço e iludido que sonha com sua princesa encantada. A verdade é que o que sempre vai chamar a atenção delas é o que você realmente é: bonito, rico, descolado, tem carrão, entre outros; o resto serão apenas condicionantes. É um jogo de barganhas, a nossa está em nosso poder e dinheiro; a delas está em sua beleza e a expectativa de oferecerem sua vagina (a grande maioria dos homens assumem papeis de manginas escrotos apenas para ganhar a atenção e sorriso delas).

OS TIPOS DE MULHERES


O problemas dos betas é terem assistido muitos filmes de comédia romântica, desenhos de princesas da Disney e Malhação durante a infância e muito pornô durante a adolescência, que misturados com as duras rejeições que sempre sofreram fazem com que desenvolvam forte extremismo e ilusão em seus pensamentos. Não é raro você ouvir betas horrorosos que até Satanás rejeitaria eles no inferno por pena falarem que querem pegar loirinhas novinhas, ruivinhas do leste europeu, Marinas Ruy Barbosa etc, mostrando o quão escrotos e iludidos que são. Poucos homens comem a grande maioria das mulheres, enquanto a maioria dos homens come migalhas, inclusive estudos apontam que a maioria dos homens não chega a ter 3 a 5 parceiras sexuais durante TODA a vida, sendo assim, elas sabem bem usar o poder que têm no meio das pernas. Enfim, irei apresentar aqui a maior revelação que já se viu na história da humanidade sobre as mulheres, a verdade nua e crua sobre elas. Uma coisa que todas têm em comum é a hipergamia e o utilitarismo, aumentando mais conforme a beleza, juventude e tamanho da bunda delas. Não seja mais extremista e iludido, beta!

1) Loiras de ânus rosado e olhos claros - Notas 8, 9 e 10


Essas mulheres constituem o ápice do desejo dos betas, todos querem provar e serem amados por elas. São escassas, portanto, possuem elevadíssimo poder de barganha quando são jovens e poder relativamente alto até seus 35 anos, se ainda forem bonitas e magras. Esse é o sonho de consumo da grande parte dos betas, pois essas sempre foram as princesas encantadas dos desenhos e filmes de romance. Sempre foram aquelas que desprezavam os betas para pegar alfas. A preferência delas são sempre alfas bonitões e ricos. Recebem diariamente centenas de mensagens, curtidas, elogios, cantadas e olhares, sendo assim, podem escolher quem quiserem. Elas não gostam de transar, pois estraga o cabelo, a maquiagem e é uma perda de tempo, uma vez que poderiam estar nesse meio tempo postando fotos no Instamerda e Facebosta. Na verdade elas nem precisam transar, basta darem um sorrisinho para betas que elas fazem todas as suas vontades e ainda acham que estão no lucro.  Por fim, saiba que custa muito caro manter uma mulher dessas, então se você não ganha pelo menos 30k por mês, esqueça. Você acha mesmo que ela vai dar moral para um beta feio, sem graça, sem bom social e que anda em um Golzinho ou uma moto velha como você ou vai querer um alfa com presença, carrão e que a leve para excelentes restaurantes e viagens?

2) Meninas virgens


Não existem para betas! Pare de se iludir, betinha, achando que vai casar com uma novinha linda e virgem que terá só você como homem, você ainda vai casar com uma mãe solteira gorda e com muitos km rodados de pica. As novinhas de hoje estão perdendo a virgindade muito antes dos 15 anos e nessa idade já tem dez vezes mais experiência que você beta idiota. 

3) Ninfetas / Princesinhas / Patricinhas


Definitivamente essas só querem alfas e semialfas. Como ainda são muito jovens elas não tem ainda maturidade para assumirem completamente seu lado utilitarista nato. Essas garotas desprezam betas, têm nojo, detestam e humilham esses pobres coitados. Elas querem fortes emoções e se sentem fortemente atraídas por alfinhas. Em alguns casos acabam saindo com o pior tipo de gente, como maloqueiros, vagabundos e maconheiros. Como foi dito, elas querem emoções, não querem sexo. O beta asqueroso acha que vai ter namorar uma novinha deliciosa e ter sexos selvagens com elas. Ledo engano. Você nunca irá namorar uma dessas, primeiro porque ela tem ânsia de vômito só de ver você, segundo que uma dessas custa caro e você teria que compensar a forte barganha dela com muita grana, e terceiro que novinhas querem curtir, rir, sair, dançar, ser cantadas, beber, fumar, viajar, se exibir, ter várias amigas e amigos, ganhar centenas de curtidas e elogios, não querem sexo. Você acha mesmo que ela vai abrir mão de toda essa curtição para dar para um beta horroroso, com pança de verme, teta pontuda, braços de cabo de vassoura e pinto pequeno, fino e mole como você?

4) Gostosas / Saradas / Mignon


Essas são as mais interesseiras de todas, pois concentram as suas principais barganhas em seus corpos. Passam um ar de serem safadas e altamente sexuais, pois tiram fotos empinando suas bundas redondas e grandes e exibindo seus peitões siliconados. Quando maior e mais gostosa a bunda delas, maior poder de barganha elas tem, sendo caríssimo bancar uma, ou seja, é um tipo de mulher feita para pessoas com muita grana. Usam descaradamente desses artifícios para fazerem aflorar os instintos mais selvagens e primários dos homens, que caem facilmente em suas armadilhas. Sua principal barganha está na sensualidade e em seus corpos deliciosos que fazem os homens agirem como cachorros no cio. Conseguem arrancar muita grana de otários e sua prioridade está em caras ricos, que garantam muito conforto e grana para elas. Recebem centenas e até milhares de curtidas, mensagens, assédios e convites para jantar, viajar e transar todos os dias. Como possuem muito poder em seus corpos, usam disso muito bem para ganhar dinheiro. Não transam de graça nunca! Você acha mesmo que algum dia vai andar de mãos dadas com uma dessas se você não a levar para viajar e jantar para lugares fodas? Você acha que ela vai entrar no teu Fiat Pálio 2010? Acorda beta!

5) Feministas / Alternativas/ Tatuadas


Essas são as piores para de relacionar. Geralmente não possuem um bom histórico sexual, são rodadas, chatas, odeiam homens em geral e ainda mais betas. Quando namoram betas elas simplesmente o escravizam, tomam o seu dinheiro, não dão sexo para ele, apenas para o Ricardão. São insuportáveis para se conviver, serão feministas só quando se trata em se dar bem e se você sair com uma pode saber que ela vai fazer da sua vida um inferno além de sempre fazer você ficar com medo de ser corno. Pode ter certeza que elas têm na mente delas uma coleção enorme de pintos que já provaram e o seu será o menor de todos. Querem camuflar a sua safadeza dizendo que são mulheres de personalidade forte. 

6) Gordas / Velhas / Barangas / Faveladas


Essas são o refugo, as que sobram para betas. Obviamente que elas só ficam com os desgraçados dos betas porque elas não tem outra opção, pois se tivessem com certeza pegariam alfas, o sonho de consumo delas. Mesmo tendo pouca barganha no que se refere à beleza, elas fisgam betas e da mesma forma que qualquer outra mulher assaltarão o seu patrimônio em uma eventual separação. Betas escrotos mesmo sonhando com as gatas acabam ficando com essas feiosas e justificam isso como se fosse amor, quando na verdade se trata de desespero em ficar sozinho. 

7) Mães Solteiras


Querem passar uma imagem de mulher guerreira, bem sucedida e forte. No início dos relacionamentos elas fazem tudo para agradar o otario, dando sexo gostoso, fazendo agrados etc, com o único objetivo de fisgar o pobre coitado e fazer dele um provedor para si e para o seu filho. Uma vez que conseguiu, ela ficará como as demais mulheres, negará sexo, fará infernos mentais, fará o beta gastar horrores com ela e o bastardo. A prioridade da vida dela sempre será o filho e nunca o beta excremento que está dando a vida inútil dele por ela. O alfas comeu ela gostoso e de todas as formas em sua melhor fase, quando era jovem e gostosinha, e depois que ela teve filho, ficou com pança de catupiry, teta mole e caída, toda flácida e com estrias, agora ela quer o beta bobão para ser o seu provedor e o da sua prole. O betinha tosco terá que tratar o filho dela como seu filho e aguentar suas malcriações quieto. O maior fracasso na vida de um homem é casar com uma dessas e virar provedor do filho do alfa que só comeu ela e a largou para um trouxa como você criar o filho dele. 

8) Medianas / Magrelas de 35kg / Notas 4 e 5


Em termos de beleza, essas são as melhores que betas conseguirão se relacionar, isso se eles se cuidarem bastante, fazerem bastante esforço e ainda torrar dinheiro com elas. Só ficam com betas se verem alguma vantagem e o largarão sem pensar duas vezes se aparecer algum cara melhor. Betas quando arrumam uma namorada nesse tipo perdem suas cabeças, como é o caso de um conhecido nosso que usa bombas falsificadas (mijo de rato) e se veste imitando o Justin Bieber. Esses retardados vivem em função delas e fazem coisas idiotas para não as "perder", como virarem crentes para tentar fazer elas esquecer o passado de putaria delas, fazerem vistas grossas com possíveis traições delas e darem dinheiro a rodo para fazer elas feliz. Betas simplesmente acabam com suas vidas por causa delas, gastam todo o seu salário bancando elas, saídas e viagens e sempre acabam tomando no cu. Tudo isso se explica pelo desespero em ficar sozinho, visto que betas são rejeitados por muitas mulheres e quando aparece uma melhorzinha o retardado esquece de sua vida e vira um retardado pagador de contas. 

9) Mulher bem sucedida / Mulher moderna


Esse tipo de mulher trata qualquer homem que for inferior a ela intelectualmente e financeiramente como uma verdadeira bosta fedida. Se você está nessa situação, saiba que sua mulher está dando para o chefe dela, que para ela é um homem de verdade, diferente de você beta pobre que para ela é um verdadeiro excremento. Esse tipo de mulher apresenta um nível de hiperamia maior que as demais e só por um bug da matrix acaba ficando com um beta ou um homem inferior. Nesta condição, ela tem vergonha de andar socialmente com você, principalmente se suas amigas tiverem maridos bem sucedidos e o dela não. Quando o cara ganha menos que uma mulher dessa ele é duramente humilhado, sofrendo infernos mentais e cobranças sem fim. Muitos caras viram até "donos de casa", como forma de compensar o seu fracasso financeiro perante elas, as quais adoram ver o beta sendo um verdadeiro cocô ambulante. O prazer dessas está no status, então se prepare para proporcionar isso a elas, sem ganhar sexo em troca, pois para ela você beta bostão não merece isso!

CONCLUSÃO 

Todas, sem exceção, são hipergâmicas. Todas são utilitaristas. Todas querem alfas. Todas querem dinheiro, conforto e emoções. Nenhuma quer por opção casar com um beta, só fazendo isso se não tiver um alfa em vista (com raríssimas exceções devido a TED - Teoria da Evidência Diabística, porém por curto período). Betas iludidos sempre sonham com as mulheres de número 1, 2 e 3, não percebendo que são impossíveis para eles, acabando sempre ficando com as de número 5, 6 e 7. Obviamente que eu adoro mulheres lindas e gostosas, mas como sei que custam muito caro e são inacessíveis para betas, eu foco nas de número 4 e depois de satisfazer meus desejos carnais, pagos as garotas e vou embora feliz para minha casa. Não tenho necessidade em brincar de casinha, como betinhas carentinhos. 

Portanto, esqueçam extremismos e ilusões. Esqueçam os contos de fadas e a histórias encantadas. Princesas não existem, elas são perversas e só pensam nelas, nós somos apenas objetos que elas usam para se darem bem. Por isso eu destaco a importância da Filosofia Diabística que prega o completo desapego e abandono de extremismos e ilusões, pensando completamente e unicamente em si mesmo. Procure se desenvolver intelectualmente, fisicamente e financeiramente e tenha como foco apenas a sua vida e o seu prazer. Trate elas exatamente como elas nos tratam, ou seja, de forma utilitarista. Para mim é só o sexo que importa. Nunca esqueça: só o dinheiro salva o beta!


Um abraço do Pobre-diabo!


Obs.:

- À você beta que acompanha fielmente as postagem do reduto internacional diabistico e é um seguidor da Filosofia Diabística, junte-se agora comigo e faça 1 minuto de silêncio para Stephen Hawking, uma das maiores mentes brilhante dos últimos anos. Uma pena não terem dado tanta importância para seus trabalhos e agora para a sua partida, demonstrando como nosso mundo - e principalmente esse chiqueiro em que vivemos - não dá a devida importância para as mentes pensantes e os verdadeiros heróis desse mundo. Aposto que se tivesse morrido um jogador de futebol, um cantor ou um BBB a comoção seria infinitamente maior. 

quarta-feira, 14 de março de 2018

Diaboladas n° 9


Boa noite, nobres betas diabísticos! Hoje não é dia de diaboladas, mas como não tivemos esse famoso formato de post esse mês, estarei fazendo nessa quarta feira mesmo. Se você achar ruim, já te digo antecipadamente para que envie seu endereço ou número de telefone no email diabístico (pobrediabo@protonmail.com) que eu entrarei em contato contigo para marcar de te arrebentar a cara e deixar ela mais feia que a minha, que é a cara de um beta B mais feio que cu cagando tão típica de um filhote de urubu que mais parece uma mistura de Batoré com Cerveró e Raul Gil, além de cuspir na sua boca e mijar nessa sua cara de bunda após eu ter destruído sua cabeça com tantas cotoveladas que você merece levar.

Enfim, como tenho andado extremamente depressivo, acabo descarregando minha irritação e tristeza nos meus maiores amores: cervejas artesanais e damas da luxúria. Tenho que adimitir, também, que estou começando a tomar gosto pela degustação de charutos, visto que estes se experimentados em consonância com a bebida adequada, acabam por ressaltar sabores antes nunca sentidos por betas que possuem um paladar apurado como este Pobre-diabo. Com as damas da luxúria eu exercito meu enorme palmito diabístico de forma a buscar a satisfação máxima que um homem viril como eu deveria ter, porém como estou envolto numa aura de betismo que me torna o suprasumo campeão no poder de invisibilidade, fico satisfeito de estar transando mesmo ante a tamanho potencial sexual que se encontra escondido num vasilhame desprezível devido a uma feiuria jamais vista na história da humanidade. 

Nas cervejas artesanais, ou seja, os elixíres dos deuses, a bebida da alegria, o suco da alma, o néctar da transcedência do corpo, degusto de forma animalesca, bebendo cada copo em questão de segundos, que conforme vão se acumulando e me embriagando, acabam por me levar para mais perto dos filósofos da antiguidade e da modernidade, com os quais converso face a face e discuto ardentemente quais argumentos são necessários dar maior enfoque para que a nossa sagrada e maravilhosa filosofia diabística seja aperfeiçoada e possa ser difundida como a verdadeira e única salvação dos betas não crentes no diabismo. Para todos que crêem nisso, compartilhem comigo desse regozijo e digam "amém irmãos, benditos somos nós que somos desapegados das hiprocrisias, dos extremismos e das ilusões da vida"! Aleuluia ou não aleluia?

Enfim, voltando desse devaneio em que meu espírito betístico consegue extrapolar os limites postos a mim em decorrência do tamanho relaxamento que meus amores me trazem, hoje trataremos das diaboladas ao relatar seres repugnantes como nós que não conseguem se desfazer da ilusão vivida e acabam por envergonhar toda a nossa classe como se todos fôssemos mocorongos como esses seres ignóbeis e nojentos.



Billy é um pai de dois filhos e divorciado. No dia do aniversário da ex-mulher, fez com que seus filhos proporcionassem um dia especial para ela. Questionado, respondeu que "É o aniversário da minha ex-mulher hoje então eu acordei cedo, trouxe flores, um cartão e um presente para as crianças darem a ela e as ajudei a preparar o café da manhã. Como de costume, me perguntaram por que eu ainda faço coisas por ela o tempo todo. Isso me irrita. Por isso, vou explicar a todos. Eu estou criando dois pequenos homens. O exemplo que eu dou pela forma como trato a mãe deles vai moldar de forma significativa a maneira como eles enxergam e tratam as mulheres e vai afetar a percepção deles sobre os relacionamentos. Acho que até mais no meu caso, porque somos divorciados. Então, se você não estiver sendo um bom exemplo de comportamento para os seus filhos, faça  o que tem que fazer. Supere e seja um modelo. É maior do que você. Crie homens bons. Crie mulheres fortes. O mundo precisa deles. Mais do que nunca agora."

Billy não percebeu que o que está fazendo é dar o exemplo a seus filhos que eles devem ser como ele: um mocorongo que se sujeita ao poderio feminino de uma mulher que tem nojo dele. Ao invés de sua ex-esposa enxarcar sua vagina com isso, o mais provável é ela sentir ânsias de vômito ao ver um beta burro que se sujeita a lamber seus sapatos enquanto ela se satisfaz com um macho que a trate como fêmea. E o pior, seus filhos estão sendo criados para serem futuros betas mais fracos que seu vergonhoso pai. Se está separado, bola para frente!



A "modelo" Débora Dunhill, em 2015, participou do Miss Bumbum e quando questionada sobre sua vida profissional, disse que se arrepende de ter feito filmes pornográficos, mas que não se sente inferior a ninguém por isso e não nega o passado. "Quero conseguir calar a boca de muitas pessoas que não acreditaram no meu potencial. As pessoas confundem a profissão de atriz pornô com acompanhante de luxo e isso não é legal. Não faria novamente porém não me sinto inferior a ninguém por ter feito os filmes", argumentou. Débora disse ainda que sempre encarou com muito profissionalismo os trabalhos de atriz. "Sempre encarei a pornografia como um trabalho, gravei algumas cenas e vi que não era o que eu queria".

Obviamente a "modelo" afirmou a frase acima porque sabe que um dia um beta burro a aceitará independente do que ela tenha feito nos seus dias de juventude. A pornografia expõe em muito a intimidade de uma pessoa, visto que sua identidade não pode estar ocultada enquanto protagonista das cenas em que estão os atores envolvidos. Além disso, ao falar da confusão de sua profissão de atriz com acompanhante de luxo ela cometeu um equívoco extremo que me irritou muito, pois as damas da luxúria prestam um serviço muito mais efetivo que as atrizes porno, pois embora atuem na mesma área, enquanto uma te incentiva a descarregar através do sexo o seu estresse, a outra te faz descarregar através da masturbação, o que é algo extremamente prejudicial ao beta que já sofre de timidez e instrospecção. Viva as damas da luxúria, amém?



Em um vídeo em seu canal do YouTube, Andressa Urach recriminou o sexo antes do casamento, mesmo entre pessoas que moram juntas, dizendo que "sexo antes do casamento é prostituição! Morar junto também é prostituição. Tem que ser casado bonitinho no papel e na igreja". Além disso, criticou a negação de sexo ao marido, pois para ela, as mulheres têm que estar sempre disponíveis, estando ou não com vontade de ter relações sexuais ao dizer que "a mulher deve sempre estar disponível para o marido. Pare com essa de dor de cabeça. Se você está sem vontade, inicie que daqui a pouco você vai estar com vontade... Não fica dando brecha para o Diabo negando o seu marido porque aí você bota em risco sua relação. A relação sexual é maravilhosa e foi Deus que inventou".

Engraçado é o fato dela ter mudado radicalmente sua posição quanto a sexo ao ser internada e quase morrer. Após ver seu principal meio de trabalho destruído (o corpo todo estraçalhado pelas cirurgias de remoção das merdas que injetou em si), migrou para outra área em que iludidos dão valor para quão bosta você era antes de se converter. Por mais que a posição dela quanto a vida sexual entre casados seja bem vista por alguns betas, tenha em mente que se você casou, o jogo acabou para você. Se você for um beta certinho, transará mal e porcamente com a mesma mulher até o fim dos seus dias. Se for um beta que não segue à risca as normas sociais, no máximo terá que fazer tudo escondido e caso seja descoberto, tenha em mente que a galhada é certa, independentemente de quanto tempo demore.


Entrevista da Lana Rhoades e pergunta quanto ao seu futuro (https://www.youtube.com/watch?v=56UTSpn-JFI)

Essa beldade da industria porno, na entrevista no video acima, nos 1:35, afirma que em 10 anos pretende estar casada com filhos e vivendo uma vida chata. Vocês duvidam que algum beta escroto a levará até o altar e dirá para ela que "Passado é passado"? Vocês têm alguma dúvida disso? EU NÃO TENHO!!! Vocês conseguem imaginar que esse rostinho angelical já fez de tudo o que um beta sequer conseguirá fazer com qualquer mediana que lhe dê atenção? Desde o sexo normal, sexo anal, dupla penetração, sexo lésbico, bukake e gangbang, ela já fez de tudo e mesmo assim sabe que um dia um retardado mental a assumirá!!! Uma coisa é você desfrutar da companhia das damas da luxúria, outra é você se apegar e querer a exclusividade delas para si! Subiu em mim agora uma raiva tão grande, mas tão grande, que neste momento acabei de dar um soco na parede, mas me esqueci que meus punhos fracos de beta não aguentam essa forma de descarregar raiva. Agora minha mão está doendo e eu ainda não descarreguei minha raiva. Acho que irei abrir um delicioso exilir dos deuses para acalmar minha alma enquanto fumo meu charuto cubano para acompanhar essa degustação divina.


Um abraço do Pobre-diabo!

sábado, 10 de março de 2018

A tristeza de não ter nenhum atrativo para as mulheres

Elas dizem que não ligam para a beleza, para o dinheiro e que o amor está acima de tudo. Observe os dois caras. Qual dos dois "nerds" vocês acham que elas escolheriam? Perceba que o magrelo, mesmo você não o conhecendo, automaticamente já imagina ele sendo um fracassado. Eu imaginei.

Estava eu andando pelo shopping, com o intuito de comprar um tênis de corrida para me exercitar e perder essa pancinha nojenta de banha que não sai de jeito nenhum, olho para os lados e vejo vários jovens passeando, entre eles muitas meninas de 15 a 20 anos. A maioria delas andava de mãozinhas dadas com pivetes de calças largas, brincos e bonés de aba reta. Via muitas meninas lindas andando com caras estilo alfas, e também maloqueiros escrotos, aqueles que certamente serão uns quebrados falidos no futuro, com empregos ridículos de merda. Via, também, garotos feios, magrelos e gordinhos de tetas salientes, com roupas feias e que não combinavam, SEMPRE sozinhos, ou andando em pequenos grupos de fracassados. Olhava para esses últimos e me identificava com eles. Batia aquela tristeza e ao mesmo tempo raiva, pois eu voltava no tempo e lembrava de como eu era.

Essa foto me deu muita raiva e senti vontade de socar a tela do computador. Esses eram os vagabundos que eu via andando com as novinhas no shopping.

Eu sempre fui um beta do bem, correto, estudioso e romântico. Assim como todos os fracassados na vida e no amor, eu pensava que se eu fosse bom o bastante seria merecedor de uma princesa, além de que teria sucesso em tudo o que eu fizesse. Achava que as pessoas se orgulhariam de mim, afinal eu seria um homem de honra. Achava que eu chegaria nos lugares e os meus bons atributos chamariam a atenção das garotas, aquelas inocentes, cheias de amor e carinho para me dar. Entretanto, o que acontecia era totalmente o contrário. Eu era totalmente isolado por todos, ridicularizado por caras da pior espécie e visto como um enorme pedaço de merda fedida para as mulheres. Por que isso? Não fazia sentido algum em meu mundo romântico!

Quando eu era mais jovem tentava refletir e pensar o que em mim poderia chamar a atenção delas e o que eu contrastava com os outros caras, muitos deles alfas. Meu jeito tímido e romântico ou o jeito desinibido e promíscuo deles? Minha razoável inteligência ou o jeito revoltado e largado deles? Minhas habilidades em jogar vídeo game ou a habilidade em jogar futebol e destruir os outros na porrada deles? Minha pureza (virgindade) ou a experiência e fama de pegarem várias mulheres deles? Meu jeito certinho e bondoso ou o jeito errado, malandro e sacana deles? Meu rosto delicado e feio ou o rosto quadrado e de mau deles? Meu corpo magrelo e desengonçado ou o corpo forte e de boa postura deles? Minhas roupas normais ou as roupas de maloqueiro e da moda deles? Eu realmente merecia apanhar ainda mais para virar gente e aprender que amor não existe, teria me poupado muito sofrimento!

Isso me embrulhou o estômago e tive que me controlar para não vomitar. O pior era que eu acreditava nisso.

Lembro de uma certa vez que eu estava no colégio e um alfa pediu emprestado o caderno de um nerd super tímido da minha sala, o qual emprestou na inocência e talvez por não saber dizer não. Tempo depois eu olhei para atrás e vi que o cara e mais outros dois alfinhas pau no cu estavam riscando o caderno dele, provavelmente desenhando vários pintos para sacanear. Como o nerd era extremamente covarde, deve ter fingido que não viu. Antes tivesse feito alguma coisa! Os filhos da puta acharam umas poesias que ele tinha feito e assinado embaixo em uma das folhas no fim do caderno, foram na frente da sala inteira e começaram a recitar elas em voz alta de forma com que parecessem ridículas, ainda mais por terem sido escritas por um nerd virgem. Ele ficou totalmente sem reação, vermelho, horas com um sorriso amarelo no rosto, horas com uma expressão de choro. Todos davam risadas da cara dele, principalmente as meninas, que deviam estar encharcadas em sua região pélvica, rindo do bullying feito pelos alfas, pois além de aquilo soar como algo extremamente afeminado, era ridículo ver um nerd virjão falar de amor e de mulher. Fiquei sabendo depois que o rapaz estava tomando remédio para depressão e não saía de casa porque não tinha amigos. Só de lembrar disso eu chego a tremer aqui de raiva!

Ora, hoje é nítido que o meu jeito tímido e romântico passava imagem de fraco e virgem. Minha inteligência passava imagem de nerd sem graça. Minhas habilidades em jogar vídeo game passavam imagem de retardado isolado. Minha pureza passava imagem de não ter nenhum atrativo sexual. Meu jeito certinho e bondoso passava imagem de covarde. Meu rosto delicado e feio era igual um cu peludo e arregaçado. Meu corpo magrelo e desengonçado mostrava o quão lixo e nojento eu era, inapto para ser iniciado sexualmente. Minhas roupas normais mostravam como eu era brega e sem graça. Obviamente eu não tinha atrativos nenhum para elas, as quais preferiam os caras mais destacados (sempre negativamente), ou seja, os piores trastes, aqueles que iriam foder elas com força, romper as pregas de seus ânus, e depois dar um pé na bunda delas, comer o reto de outras e sair distribuindo sêmen em várias bocas.

Seria possível uma garota linda e gostosa sentir vontade de transar com um deles? Mesmo sendo impossível, ainda existem betas que acreditam e fantasiam isso.

Com relação às mulheres, no início, elas gostam de alfas, vagabundos e malandros. Depois, de alfas financeiros e genéticos. Por último, depois de muito tempo, elas, as barangas ou que viraram barangas, vão querer aquele beta certinho, que hoje tem uma boa condição financeira, o qual será útil para casar e dar conforto para as mulheres outrora usadas por alfas, que aproveitaram o que elas tinham de melhor, fodendo-as tanto ao ponto de arregaçarem o seu esôfago, útero e intestino. Essas mulheres, muitas vezes trazendo filhos de brinde, casarão com o beta e terão muito conforto e sossego; elas terão a imagem de mulher forte e mãe guerreira; o beta por sua vez se sentirá honrado por ter uma mulher tão pura e batalhadora ao seu lado (e eles realmente acreditam nisso). Obviamente o beta será o escravo dela, fazendo todas as suas vontades em troca de um pouquinho de sexo, enquanto elas terão todo o poder e o dinheiro desse pobre coitado.

Entendam de uma vez por todas que poder, status e genética atraem qualquer fêmea e garantem uma vida idílica de muitos prazeres, incluindo os sexuais (principalmente). Feiura, pobreza e fraqueza não atraem bosta nenhuma. Para um pobre-diabo, desprovido de boa genética, para melhorar de vida, ou reduzir o sofrimento desta, o que resta é cuidar o mínimo do visual, para que as mulheres não tenham tanto asco dele, desenvolver-se intelectualmente e financeiramente, a fim de ganhar poder financeiro!


Abraço do Pobre-diabo!